Em conjunto com a Polícia Federal, a Receita Federal realiza nesta terça-feira (11), a Fase 53 da Operação Lava Jato denominada “Operação Piloto”, com o objetivo de apurar o suposto pagamento de expressiva vantagem indevida no ano de 2014 em favor de agentes públicos e privados no Estado do Paraná, em contrapartida ao possível direcionamento do processo licitatório para investimento na duplicação, manutenção e operação da Rodovia Estadual PR-323 na modalidade de parceria Público-Privada. 
 
As condutas investigadas podem configurar os crimes de corrupção ativa e passiva, fraude à licitação e lavagem de dinheiro.
 
Participam pela Receita Federal nove auditores-fiscais e analistas-tributários em três alvos da capital, Curitiba. Nesta madrugada, houve a execução de mais de 30 mandados de busca e apreensão, entre outros, determinados pelo juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba. 
 
Por: Gabriel Malheiros