OPERAÇÃO 14 BIS – Receita Federal participa de operação contra fraudes em licitações de Universidade no Paraná

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A Receita Federal do Brasil, em parceria com a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União, participa da Operação 14 Bis, deflagrada na manhã desta terça-feira (13/03), com o objetivo de combater fraudes em licitações da Universidade Tecnológica Federal do Paraná em Cornélio Procópio, ocorridas na gestão de ex-dirigentes daquela instituição.

As investigações apontaram indícios de obtenção de informação privilegiada em pregões, formação de grupo econômico, uso de documento potencialmente falso ou insuficiente para atestar a capacidade técnica para execução de serviços, pagamentos superiores aos valores contratados, superfaturamento e sobrepreço em serviços contratados, dentre outros.

Foi detectado também o uso de diversas pessoas como “laranjas” nos quadros sociais das empresas prestadoras de serviço para a Universidade, com o intuito de ocultar os seus reais proprietários.

Foram identificados, ainda, indícios de enriquecimento ilícito de dois ex-dirigentes da Universidade. E dois empresários ligados ao esquema também apresentaram evolução patrimonial desproporcional e elevada movimentação bancária.

Estão sendo cumpridos 22 mandados de busca e apreensão e 20 mandados de prisão temporária, nos municípios de Cornélio Procópio, Uraí e Maringá. Adicionalmente, houve determinação judicial de constrição de bens e direitos dos principais investigados, como garantia de eventual ressarcimento de prejuízos causados à União.

Participam da operação 89 policiais federais, 16 auditores-fiscais e analistas-tributários da Receita Federal e servidores da CGU.

Os investigados poderão responder pelos crimes de peculato, corrupção passiva, corrupção ativa e fraudes à licitação, além de crimes contra a ordem tributária.

Representante da Receita Federal participará de coletiva à imprensa na sede da Polícia Federal em Londrina, marcada para as 10h30 desta terça-feira, quando serão repassadas maiores informações sobre a operação.

Fonte: Receita Federal

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.