A causa da quebra do ônibus da linha 424 (Rio de Janeiro), acidente ocorrido no início da tarde desta sexta-feira, na Rua São Salvador, no Quitandinha, foi um problema de suspensão. Através de uma nota enviada ao Giro Serra, a Petro Ita diz que o coletivo foi imediatamente substituído 50 minutos após o acidente. A rua que havia sido interditada parcialmente, foi totalmente liberada as 13h20.

Em relação as constantes notícias sobre ônibus quebrado na cidade, a empresa culpa a falta de manutenção viária. Segundo a Petro Ita, o excesso de buracos tem provocado problemas mecânicos, quebra de molas, de suspensão entre outros.

Confira a nota na integra:

“A Petro Ita informa que o ônibus que fazia a linha 424 – Rio de Janeiro apresentou um problema na suspensão, no início da tarde de hoje (16), por volta das 12h30, enquanto passava pela Rua São Salvador, no Quitandinha. Ninguém ficou ferido.

Segundo a empresa, o ônibus foi substituído imediatamente na região, voltando a operar normalmente às 12h46. Até a retirada do veículo, que aconteceu às 13h20, a rua ficou liberada parcialmente para a passagem de veículos menores.

A Petro Ita ressalta que os ônibus que operam no município estão sofrendo constantemente com o desgaste por conta da falta de adequação viária em diversos trechos da cidade. O excesso de buracos, por exemplo, provoca consequentemente problemas mecânicos como a quebra de molas, suspensões e outras peças.

A empresa ainda reforça que todos os veículos estão completamente dentro do prazo de vida útil efetiva estabelecido por lei e passam rotineiramente por revisão e manutenção, garantindo a segurança de seus usuários”.