OMS pede para Brasil não relaxar no combate à Covid-19

A fala aconteceu após líderes da entidade serem questionados sobre o aumento de internações pela Covid-19 no país.

Michael Ryan, diretor de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou nesta sexta-feira (05), que o Brasil e outros países não podem relaxar no combate à pandemia. A fala aconteceu após líderes da entidade serem questionados sobre o aumento de internações pela Covid-19  no país.

“Houve um aumento nacional no Brasil (em número de casos), e isso é de norte a sul. As medidas de saúde pública, sociais e comportamentais param todas essas cepas e variantes. Agora não é a hora de o Brasil ou qualquer outro país, aliás, relaxar”, disse Ryan.

Ryan continuou o alerta dizendo que a chegada de vacinas é um momento de “grande esperança”, mas não podem fazer com que as pessoas percam o foco no combate à pandemia.

“Se eu acho que vou receber a vacina nas próximas semanas, talvez eu não seja mais cuidadoso. Talvez eu ache que já superei. Você não precisa que muitas pessoas comecem a pensar isso para dar uma chance ao vírus de se espalhar. Nós vimos isso na Europa até o Natal”, lembrou.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Burnout materno: quando as mães estão esgotadas

Fazendo um paralelo, nos Estados Unidos já se usa o termo Mommy Burnout, em português “esgotamento materno”, para se referir ao mesmo quadro de sintomas sentido pelas mães que vivenciam uma intensa rotina materna e doméstica.