O combo de serviços oferecidos pela empresa Oi continua liderando o ranking de reclamações dos consumidores de Petrópolis. No mês de janeiro, a empresa recebeu 128 queixas no órgão máximo de defesa do consumidor, o Procon. Além dela, completam a lista entre os campeões de queixas, a Enel (40), Águas do Imperador (34), Bradesco (27) e Itaú (26). Ao longo de janeiro, o Procon realizou um total de 2.607 atendimentos em todos os seus canais.

O órgão tem como meta atende 25 mil pessoas ao longo de 2018. O número de atendimento leva em consideração a expansão da unidade ao longo de 2017. Para se ter uma ideia do crescimento, em 2016 o órgão atendia apenas a 12 reclamações por dia, um crescimento de 945%. Além disso, o órgão aumentou consideravelmente sua taxa de efetividade, conseguindo resolver 89,26% das denúncias que chegam sem a necessidade de interferência judicial.

“Reestruturamos o Procon para que ele passasse a atuar efetivamente como um órgão de defesa do consumidor e não como um encaminhador de casos à Justiça. Essa mudança de paradigma que fez com que os usuários passassem a buscá-lo para resolver suas demandas. Porque, afinal, é isso que as pessoas querem: solução”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

As reclamações recebidas pelo Procon são encaminhadas às empresas cujo Procon realizou parcerias ao longo do ano passado. São elas: Oi, Samsung, Enel, Tim, Claro, Net, Bradesco, Casas Bahia, Ponto Frio, Extra.com e Banco Itaú. Na prática, quando demandas relacionadas a elas chegam ao órgão, o Procon tem um canal exclusivo para resolver cada um dos casos, sem precisar, na maioria dos casos, que o reclamante fique indo e voltando.

“Quando um usuário chega a ir ao Procon, em geral, ele já esgotou suas alternativas de solução de problemas com aquela empresa. Em geral, ele já está estressado e seu único interesse é resolver aquela questão de uma vez por todos. No Procon trabalhamos com esse viés: dar a solução aos problemas e essa taxa atinge quase aos 90%. Os poucos casos que não conseguimos resolver, vamos os devidos encaminhamentos para que a pessoa busque a solução judicialmente”, explica o coordenador do Procon, Bernardo Sabrá.

Ao longo de janeiro, dos 2.607 atendimentos, 1.033 foram realizados em uma das duas unidades do órgão, 1.357 por telefone, 67 foram denúncias compra empresas e que originaram fiscalizações como em bancos e supermercados e 150 foram durante às ações itinerantes voltadas à conscientização dos consumidores sobre a compra de material escolar.

Usuários que queiram fazer uma reclamação ou tirar alguma dúvida podem comparecer a uma das duas unidades: no Centro, fica na Rua Moreira da Fonseca n° 33 e, em Itaipava, no Centro de Cidadania, localizado na Estrada União e Indústria 11.860. O consumidor também pode utilizar o Facebook do Procon Petrópolis no site www.petropolis.rj.gov.br/procon. Outra opção é pelo WhatsApp Denúncia, no 98857-5837 ou pelos telefones   2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477. Os telefones da unidade de Itaipava são: 2222-1418, 2222-7448 e 2222-7337.