Considerado baixa temporada para Petrópolis, o mês de dezembro surpreendeu a rede hoteleira este ano. Neste fim de semana do Natal, a taxa de ocupação em hotéis e pousadas do Centro Histórico e arredores fechou em 74,4% – de 23 a 25 de dezembro. O número é 23% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, quando a taxa foi de 51,6%. O crescimento se deve, principalmente, à programação do Natal Imperial, que contou com iluminação e decoração especial no município, com atrativos que chamaram a atenção de turistasde todo o país, como o Túnel de Luz da Rua 16 de Março e os desfiles da Parada Iluminada.

“O movimento superou as nossas expectativas e surpreendeu os empresários do Centro e arredores. Não só os hotéis, mas também os restaurantes e comércio em geral estão comemorando. A cidade ficou lotada. E este foi apenas o primeiro ano. Em 2018 o evento vai atrair ainda mais pessoas”, afirma o secretário da Turispetro, Marcelo Valente.

Hotéis e pousadas chegaram a fazer ceias de Natal para tornar a festa dos turistas ainda mais especial, alguns ofereceram ainda almoço para o dia seguinte. No Centro, os visitantes vieram atraídos, principalmente, pela iluminação e pelos espetáculos do Túnel de Luz, além da decoração especial no Palácio de Cristal, que esteve lotado durante todo o fim de semana. Mais de 30 mil pessoas passaram pelo ponto turístico entre sábado e segunda-feira (25.12). Para os empresários, a cidade só ganhou com a vinda de turistas.

“O movimento no Centro foi excelente. As pessoas lotaram as ruas, a festa movimentou a cidade. Além dos hotéis e pousadas, os restaurantes também comemoraram o bom movimento, não só de visitantes, mas também dos próprios petropolitanos, que ganharam as ruas”, explica o presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Petrópolis, Germano Valente.

Toda iluminação do Natal Imperial, inclusive o Túnel de Luz, continua na cidade até o dia 6 de janeiro. Assim como a iluminação na fachada do Palácio Quitandinha e a árvore flutuante no lago.

O diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo, frisa que a festa superou as expectativas. “Conseguimos mobilizar toda a cidade. Com a ajuda do comércio, empresários e dos próprios moradores, que abraçaram a ideia, fizemos um Natal lindo. O maior dos últimos anos. Desde pipoqueiros a donos de hotéis, todos faturaram com a programação”, avalia.