Morador de Corrêas, residente à Estrada União e Indústria, reclama de um buraco que foi fechado há mais ou menos três meses. O material colocado no buraco está soltando e as pessoas que passam pela localidade correm o risco de escorregar.

“A obra foi feita de qualquer maneira e quem passa por ali corre o risco de ser atropelado”, afirma. “O local é muito perigoso, meu filho pequeno escorregou e quase caiu”, conclui o morador.

Em nota, a Prefeitura esclarece que “A manutenção da Estrada União e Indústria é de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), que já anunciou que irá lançar o edital para reforma da estrada no fim deste mês”.

A Prefeitura afirma que irá realizar a reforma emergencial até que o processo aberto pelo Dnit seja concluído. “Enquanto isso não ocorre e o órgão não retoma o serviço de conservação, a prefeitura atua de forma emergencial com o serviço de manutenção viária para evitar a ocorrência de acidentes. A Secretaria de Obras deverá realizar o serviço novamente na região de Corrêas nas próximas semanas”, conclui a Prefeitura.