Créditos da foto: Naty Castro / Visite Petrópolis

Número de desemprego tem grande queda na Região Serrana e no restante do país

De acordo com o Caged, os municípios correspondentes à Região Serrana do estado do Rio de Janeiro, contrataram mais profissionais do que demitiram desde o início de 2021.

As cidades da Região Serrana do Rio de Janeiro iniciaram o ano com números positivos na geração de empregos formais, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) referentes a janeiro de 2021 e divulgados nessa terça-feira, dia 16 de março, pelo Ministério da Economia.

De acordo com o Caged, os municípios correspondentes à Região Serrana do estado do Rio de Janeiro, contrataram mais profissionais do que demitiram desde o início de 2021. Em municípios com o polo econômico extremamente elevado, a tendência era que as demissões que foram frequentes no ano de 2020 permanecessem, mas um efeito contrário a este fator ocorreu.

Enquanto diversas empresas necessitaram de fechar suas portas em decorrência da pandemia do novo Coronavírus no ano de 2020, outras viram na pandemia uma forma de começar um novo negócio adaptando-se as condições que o Mundo se encontra atualmente. Além disso, houve o fenômeno de que diversos ramos distintos em vez de perder público, aumentaram sua produtividade, principalmente no ano de 2021, onde os indivíduos já estão mais adaptados com a rotina dada pela pandemia.

Isso culminou em uma subida elevada do número de pessoas empregadas, e as demissões por sua maioria, passaram a ser ocasionadas pelos motivos do cotidiano anteriores à pandemia, a chamada demissão por justa causa, e não mais para cortar os custos de uma crise econômica interna que a Covid-19 impactou.

Em Petrópolis, por exemplo, estimasse que boa parte dos indivíduos que perderam seus empregos em decorrência da crise dada pelo Coronavírus, já conseguiram serem admitidos em novos postos de trabalho.

De acordo com o Caged, a cidade de Nova Friburgo contratou 1.583 profissionais e demitiu 1.290 no primeiro mês deste ano. Assim, o município teve um resultado de 293 vagas abertas.

Já Teresópolis, também na serra fluminense, apresentou os seguintes números: foram 1.119 admissões e 933 demissões com um saldo positivo de 186 oportunidades.

Em Bom Jardim, foram abertas 166 vagas enquanto outras 132 foram fechadas resultando em 34 novas admissões.

Por sua vez, em Cantagalo foram admitidos 76 trabalhadores e outros 54 foram demitidos. Assim, o município serrano abriu 22 novos empregos em janeiro deste ano.

Em Macuco, a cidade contratou 36 novos profissionais e demitiu 24, um total de 12 vagas abertas.

Trazendo a realidade para o Brasil como um todo, o país fechou o mês de janeiro de 2021 com um saldo de 260.353 empregos formais, segundo balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

O saldo é o melhor da série histórica para o mês de janeiro e é resultado de 1.527.083 admissões e 1.266.730 desligamentos de acordo com a Agência Brasil.

Com isso, o estoque de empregos formais no país chegou a 39.623.321 vínculos, o que representa uma variação de 0,66% em relação ao estoque do mês anterior. De acordo com o ministério, a modernização trabalhista teve papel importante na geração de empregos de janeiro.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também