Ingrid Martins - Foto: WTA Zavarovalnica Sava Portoroz

Nova Nº 2 do Brasil, Ingrid Martins mira vaga no Australian Open e joga gira sul-americana com Luisa Stefani

Atleta da Rio Tennis alcançou o melhor ranking nesta semana e definiu torneios até o final da temporada
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Atleta da Rio Tennis Academy, situada em Laranjeiras, no Rio de Janeiro, Ingrid Martins alcançou, nesta semana, a segunda posição do Brasil no ranking mundial de duplas ao atingir o 137º lugar após fazer semifinal do WTA 250 de Parma, na Itália, ao lado da espanhola Nuria Diaz. O salto foi de 24 colocações em relação à semana anterior. A tenista já havia feito em setembro outra semifinal, no WTA 250 de Portoroz, na Eslovênia, ao lado da russa Alena Fomina.

“Foi uma gira muito boa, inesperada pois foi de última hora que decidi ir para Portoroz, estava em Portugal, ela (Fomina) me chamou para jogar depois que a parceira dela desistiu, jogamos muito bem. Em Parma igual, eu iria para Tallinn, na Estônia, só que minha parceira não quis jogar lá, se retirou. Eu estava no aeroporto, mandei mensagem para a Nuria, ela topou. Alcançamos a semi, por pouco não fizemos final, mas foi muito positivo, estou feliz que estou aproveitando as oportunidades e evoluindo”, disse Ingrid que começou a temporada em torno da 300ª colocação e soma ao todo três semifinais de WTAs (Rabat em abril a primeira).

Ela definiu seus próximos compromissos para o restante do ano. A carioca embarca nesta sexta-feira para os Jogos Sul-Americanos onde representa o Brasil em Assunção, no Paraguai, a partir da próxima semana. Depois retorna para três semanas de treino na Rio Tennis. Em novembro ela jogará três WTAs 125 com premiação de US$ 115 mil cada. O primeiro em Colina, no Chile, com a americana Angela Kulikov a partir do dia 7. Na sequência mais três eventos ao lado de Luisa Stefani, medalhista olímpica e ex-top 10, em Buenos Aires a partir do dia 15, Montevidéu, a partir do dia 21. Para finalizar disputa o W60 do Rio de Janeiro, que será jogado na Rio Tennis, a partir do dia 28.

Ingrid chegou a treinar com Luisa na Rio Tennis antes do retorno da paulistana que ficou um ano parada por lesão no joelho: “Vai ser bacana jogar com a Luisa, nós treinamos juntas tanto aqui na Rio Tennis quanto em São Paulo, sempre quando dá tentamos  fazer esse intercâmbio e estarmos juntas. É isso que o Brasil precisa, ter essas conexões, treinar uma com a outra, uma ajudar a outra, isso só soma. Quando formos iniciar a gira vamos conversar sobre nosso jogo, usar nossas armas e acho que podemos ter sucesso”, seguiu a tenista.

Perto do top 100, Ingrid nem pensa tanto no ranking, mas quer uma vaga na chave do Australian Open, que acontece em janeiro. O torneio é um dos quatro Grand Slams, os maiores eventos do mundo: “Quero focar em mim, no meu jogo, evoluir. Desde que foquei nas duplas nesse ano, minha meta era disputar o Australian Open do ano que vem . Vou fazer o meu melhor para buscar essa vaga”.

 A Rio Tennis possui nove quadras de tênis (seis de saibro e três duras) e uma de Beach Tennis Kids  além das melhores infraestruturas do Brasil tanto para o alto-rendimento quanto para o tênis social. Leandro Afini é o Head Coach do tênis de alto rendimento.

A Rio Tennis inova com o sistema PFW (Performance, Fisio e Wellness): o mais novo conceito de academia que integra medicina esportiva, treinamento, nutrição e fisioterapia, coordenado por Victor Santos Jr.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.