No Novembro Azul, temos o Dia Mundial de Diabetes Dia 14/11 marca a necessidade de atenção à doença que atinge mais de 400 milhões de pessoas no mundo. No Brasil, o número ultrapassa 14,5 milhões

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

No próximo dia 14, diferentes ações focarão no Dia Mundial do Diabetes no Brasil e no exterior. A data, instituída pela Federação Internacional de Diabetes (IDF – International Diabetes Federation) e pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em 1991, marca a importância da atenção sobre a doença que atinge 425 milhões de pessoas no mundo e causa mais de cinco milhões de mortes a cada ano. A escolha dessa data deve-se ao aniversário do médico que descobriu a insulina, o canadense Frederick Banting. O Brasil, hoje, é o 4º país no mundo com maior número de pessoas com diabetes – 14,5 milhões de brasileiros convivem com a doença, segundo a IDF, e quase sete milhões não sabem que têm a doença.

Em virtude da ascendente prevalência do diabetes na população mundial, em 20 de Dezembro de 2006, as Nações Unidas tornam, por meio da Resolução 61/225, o 14 de Novembro o World Diabetes Day ou Dia Mundial de Diabetes para ser celebrado anualmente a partir de 2007 diante da necessidade global de união para controle e combate à doença que é uma epidemia e elegem o círculo azul como símbolo, por representar o céu que une todas as nações.

A SBD realiza várias ações em todo o país pelo Novembro Diabetes Azul e algumas se destacam, como a Iluminação do Cristo Redentor: no Dia Mundial do Diabetes14 de novembro, o Cristo Redentor, monumento considerado uma das sete maravilhas do mundo moderno, será o catalizador da SBD para a atenção e ampliação da conscientização sobre Diabetes. A partir das 19h, será iluminado de azul, definida pelas Nações Unidas como a cor do movimento mundial para alertar sobre a importância da prevenção e do tratamento adequado da doença.

“A ação faz parte do Novembro Diabetes Azul, reinserido em 2018 pela seção de Advocacy da Gestão da Sociedade Brasileira de Diabetes 2018-2019 no calendário oficial do Ministério da Saúde e que representou uma grande vitória dos profissionais de saúde e associações de pessoas com Diabetes, mas requer, ainda, um grande esforço para que a visibilidade seja oficial por parte dos gestores da saúde no nosso país – a prevenção é a estratégia para reduzir os casos da doença”, explica a atual Presidente da SBD, Dra. Hermelinda Pedrosa.

Sobre a SBD
Filiada à International Diabetes Federation (IDF), a Sociedade Brasileira de Diabetes é uma associação civil sem fins lucrativos, fundada em dezembro de 1970, que trabalha para disseminar conhecimento técnico-científico sobre prevenção e tratamento adequado do diabetes, conscientizando a população a respeito da doença e melhorando a qualidade de vida dos pacientes. Também colabora com o Estado na formulação e execução de políticas públicas voltadas à atenção correta dos pacientes, visando a redução significativa da doença no Brasil.Conheça nosso trabalho: www.diabetes.org.br

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.