É a menina da periferia, que volta mulher, mãe, e ocupa seu lugar de diva do RAP, após uma merecida pausa. “Saí do RAP há alguns anos, fui para o pop e para a MPB, mas no meu coração sou RAP, sou da Brasilândia e não posso negar minhas raízes. Eles precisam da minha voz”, fala emocionada Negra Li.

No momento, está trabalhando na construção de seu novo disco, que será lançado no final de novembro pela gravadora White Monkey, que traz toda a inovação musical e a logística do seu CEO, o publicitário André Drum. Negra Li conta que “tropeçou” na White Monkey e ficou fascinada por ter encontrado uma casa onde todos têm muita vontade de trabalhar, de criar e que conhecem a sua história. A nova gravadora foi fundamental para promover essa virada e trazer o retorno de Negra Li com a marca de sua origem.

O novo disco retrata o momento da artista: felicidade pura, muito amor pelos filhos, pelo marido e pela periferia. Mistura de jovialidade com eletrônico e orgânico. Bateria de Trap com um quê de samba. Novo, original, contagiante, apaixonante.  Um retorno triunfal da musa do RAP às suas raízes.

 

Clipe “ Malandro chora“ será lançado este mês

Este mês, Negra Li estará lançando o clipe “Malandro chora”, uma das faixas de seu disco. A música é uma retomada ao rap com elementos de brasilidade, permeada pelo violão, a cuíca e o pandeiro, instrumentos característicos da música popular brasileira. Ao mesmo tempo, integra beats eletrônicos marcantes e dançantes, trazendo uma mistura única e envolvente.

O clipe foi gravado em Embu das Artes, cidade com características rústicas e históricas, que remontam a arquitetura colonial brasileira com cores vibrantes que se destacam e dão ambientação ao conceito da música.

Assinada por um coletivo de produtores, “Malandro chora” tem as importantes participações de Pedro Lotto, Caio Paiva e Duani (Ivete Sangalo, Seu Jorge e Mano Brown). Aliás, Negra Li conta que Duani participou do início de sua carreira e que está sendo um importante parceiro nesse momento especial de retorno.

 

A construção do novo disco

O novo disco trará impressa a essência de Negra Li, um retorno às raízes da cantora somados às suas experiências musicais e de vida. Cada música tem uma característica própria e uma construção diferenciada e única com expressões do pop, da cultura negra e da cultura da periferia. Esse disco é a união do Rn’B, Trap, Reggae, Pop, Rap e de ritmos latinos e africanos, conectados pela sonoridade brasileira.

Segundo Negra Li, as letras não seguem uma temática única. Tratam da maternidade, da inversão de valores do mundo, da solidão, do momento que estamos vivendo, do amor, da periferia.

Integram o disco as composições “Malandro chora”, “Seu cheiro”, “Eclipse lunar”, “Pode ser tão bom”, “Raízes”, “Sem juízo” e “Homenagem às mães” entre outras que estão sendo finalizadas. A cantora, que também é compositora, escreveu várias das letras do disco.