O sucesso de público da 29ª Bauernfest também foi refletido no Museu Casa do Colono, que aumentou em 47% o movimento no atrativo durante os 10 dias de festa se comparado ao mesmo período do ano passado. De 22 de junho a 1º de julho 1.523 pessoas passaram pelo museu, número acima da média mensal. No período, a casa histórica contou com uma programação especial, com atividades culturais que integram oPrograma Educativo “Divirta-se conhecendo o Museu Casa do Colono”, que tem como lema “é brincando que se aprende”.

Muitos visitantes da Festa do Colono Alemão procuravam conhecer mais a fundo as raízes da cidade e a influência germânica na cultura petropolitana. “O movimento foi excepcional. Tivemos dias em que ficamos abertos até mais tarde por causa da quantidade de visitantes. Muitos passavam no museu antes de ir para a Bauernfest e outros visitavam na volta. Vimos muitos turistas interessados na história da cidade”, explica o coordenador do Museu, Didair da Silva.

O museu registrou visitantes vindos, principalmente, de cidades do estado do Rio, como Mararicá, Araruama, Nova Iguaçu, Cabo Frio, Búzios, Araruama, entre diversos outros, mas os cariocas dominaram as visitações, com mais de 800 pessoas. A Casa também contou com turistas de municípios de outros estados, como Juiz de Fora, em Minas Gerais, e Taubaté, em São Paulo.

Durante o período da festa, o atrativo também recebeu diversos grupos escolares. “O Museu Casa do Colono desenvolve ações educativas, utilizando o patrimônio cultural como ferramenta de interação. Essas atividades tornam a história de Petrópolis mais viva e acessível”, explica a museologa da prefeitura, Ana Carolina Vieira.

No ano passado, nos 10 dias de festa, de 23 de junho a 02 de julho, o museu recebeu 1.036 visitantes. A visitação do Museu Casa do Colono pode ser feita de terça a domingo, de 8h30 às 16h, e é gratuita.