Mulher manda matar namorado após descobrir que ele fazia sexo com a própria filha e com o genro ao mesmo tempo

O crime ocorreu no município de Canindé, no interior do Ceará.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Foi presa no município de Canindé, interior do estado do Ceará, uma mulher que mandou assassinar seu namorado após descobrir que ele mantinha relações sexuais com sua própria filha e seu próprio genro. De acordo com as informações que foram primeiramente divulgadas pelo portal “G1”, a mulher de 36 anos pagou um valor de R$ 3 mil para duas pessoas matarem o companheiro e sua filha. Os dois foram baleados na porta de casa, mas foram socorridos e estão internados em uma unidade de saúde da região.

A prisão da mandante dos assassinatos, aconteceu na segunda-feira (27). De acordo com o Delegado responsável pelo caso, a mulher namorava um homem de 39 anos, e não sabia que ele fazia um ménage (sexo à três) com a própria filha e o namorado dela, ambos menores de idade.

A primeira pessoa que descobriu um relacionamento paralelo entre o pai e a filha, foi o namorado dela, que não se importou com a situação, e ainda começou a participar das relações junto com os dois. Depois de algum tempo, ele contou sobre as ações extraconjugais para a mulher que ordenou a tentativa de homicídio, que até então, era a companheira oficial do homem.

Em um depoimento prestado à polícia, a organizadora do crime, disse que tentou se separar de seu namorado, entretanto ele fazia ameaças constantes à ela para que o relacionamento não chegasse ao fim. Com a ideia de que estava em um “beco sem saída”, ela resolveu “contratar” dois executores para matar o namorado e a filha dele. Para isso, a mulher pediu ajuda ao namorado da jovem, que lhe contou sobre o trisal, e o menor intermediou o contato dela com os matadores, em junho deste ano.

Segundo informações divulgadas pela Polícia Civil, poucas horas depois do crime, agentes da Polícia Militar prenderam um homem e um adolescente de 17 anos, acusados de participarem das duas tentativas de homicídio. Um revólver que teria sido utilizado como arma do crime também foi apreendido.

Agora, após a prisão da mulher que ordenou o crime, os oficiais planejam colher o depoimento de seu ex-companheiro, o que deve ocorrer após a alta médica. Se comprovada a relação sexual dele com a filha, o homem vai responder pelo crime de Estupro de Vulnerável.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.