Uma mulher, de 57 anos, internada há 22 dias no Hospital Luiz Palmier, em São Gonçalo, foi diagnosticada com a presença da bactéria Yersinia pestis, causadora da peste bubônica. A paciente está no isolamento para evitar disseminação da bactéria. De acordo com o hospital, os exames serão reavaliados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que pode definir o diagnóstico da mulher. O resultado está previsto para sair no próximo fim de semana.

A mulher deu entrada no Pronto Socorro Central no último dia 22 de dezembro, com insuficiência cardíaca e foi encaminhada para internação no hospital, onde foi realizado o procedimento padrão de coleta de amostras oral, nasal, anal e da pele por ela estar com uma ferida na perna. Também foi coletado sangue.

A paciente está sendo tratada com antibióticos e é acompanhada em leito de isolamento a fim de evitar a disseminação da doença. Também foi realizada uma coleta de sangue. O resultado está previsto para sair no próximo fim de semana.

Uma equipe do controle de zoonoses da Vigilância Ambiental já foi até a residência da paciente realizar a inspeção de pragas e roedores para evitar o surgimento de animais infectados, mas não encontrou vestígios de roedores na casa.

A peste bubônica, também conhecida como peste negra, é uma doença transmitida por meio de uma bactéria presente em roedores. A contaminação é feita por pulgas que picam o animal infectado e depois os humanos.

Fonte: O Dia

Crédito da foto: Reprodução/Glooge Maps