Reprodução / TV Globo

Mulher é baleada por policiais militares em Duque de Caxias

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Vânia da Silva Tibúrcio, uma costureira de 37 anos, foi baleada no pescoço, por volta das 21h desta segunda-feira (20), em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Vânia estava acompanhada do seu marido que dirigia seu carro, um Volkswagen UP prata, e receberam ordem de parada de policiais militares. Este veículo havia sido roubado em abril e recuperado pela família dias depois, mas ainda precisava ser regularizado no Detran. No momento da ocorrência, o casal estava indo dormir na casa da mãe da costureira, que fica no centro de Caxias, para ir na manhã seguinte, bem cedo, no pátio do Detran Caxias para regularizar a documentação do automóvel.

Segundo informações divulgadas pelo jornal Bom Dia Rio, da TV Globo, quando o casal passou pela blitz, os PMs reconheceram o carro e deram ordem de parada, que foi obedecida pelo marido de Vânia. Mesmo assim, o policial atirou.

Na delegacia, o PM alegou que o carro ainda constava como roubado e pensou que o motorista iria fugir. Ele ainda pediu desculpas para o marido de Vânia quando percebeu que havia cometido um erro e que estava sob adrenalina no momento da ação.

Após os disparos, o marido de Vânia saiu do carro chorando desesperadamente. Ela foi atingida na lateral do pescoço e foi socorrida no Hospital Municipal Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo. De acordo com a Prefeitura de Caxias, o tiro chegou à região cervical da vítima, que está entubada em estado grave na unidade. Vânia trabalhava em casa para cuidar dos dois filhos, de 8 e 10 anos.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.