Movimento de amor urbano está marcado para esta sexta (6) em Nova Friburgo

A caminhada mundial, Jane's walk, será na comunidade Rui Sanglard, a partir das 11h.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Nesta sexta-feira, a partir das 11h, a comunidade Rui Sanglard, receberá o movimento Jane’s walk, que visa fomentar o amor urbano pelo pedestre através de caminhadas conduzidas por cidadãos inspirados na urbanista e ativista Jane Jacobs. A iniciativa tem por objetivo incentivar as pessoas a compartilhar histórias sobre seus bairros, descobrir aspectos não vistos de suas comunidades usando a caminhada como forma de afeto, troca de experiências e convívio social. A ação acontece, mundialmente, em maio, desde 2007 nas diversas cidades inscritas no evento cuja transmissão ocorre ao vivo, em transmissão pelo Youtube, para e entre diversas cidades participantes.

Em Nova Friburgo, o movimento será realizado pelo Teia – Escritório Modelo do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estácio de Sá, pela Agência do Curso de Comunicação Social, Publicidade e Jornalismo_Sapiens, pela Atlética Maníacos da Estácio e pela Associação de Moradores da Comunidade Rui Sanglard.

“A escolha pela Comunidade Rui Sanglard se deu em virtude do Teia estar fazendo um projeto arquitetônico e paisagístico, sem fins lucrativos, que compreende a área de lazer com quadra poliesportiva e academia ao ar livre para a comunidade. Esse projeto pretende atingir os seis mil moradores do bairro”, explica Ecléa Morais, coordenadora do Teia- EMAU da Estácio Friburgo.

Willian Chagas, presidente da associação de moradores do Rui Sanglard, está muito satisfeito em receber o movimento. Ele acredita na importância da união e da troca de ideias entre os moradores e os organizadores do evento, que estarão no local para ouvir as demandas apresentadas a fim de pensar em projetos de melhoria e bem estar para a localidade.

“Atualmente nós não temos nenhuma área de lazer. Desde que aconteceu a tragédia, em 2011, nós ficamos sem nada, e faz muita falta. Temos uma média de mil crianças aqui e elas não têm onde brincar. Não tem um lugar para se ocuparem de maneira saudável. A falta de um espaço para socializar também faz muita falta para os idosos. É uma carência de toda nossa comunidade”, relata.

Ao longo da caminhada serão apresentados projetos e serviços no Centro Socialista do bairro com direito à feijoada e caldo verde. Toda a renda arrecadada será destinada para as obras do projeto.

“O fato é que ao caminhar nesta comunidade saímos com uma bagagem que não pode ser construída apenas com leituras, vídeos, fotos, registros feitos por outras pessoas que não nós mesmos, pois é um registro emocional, do contato. Jane Jacobs durante anos de estudo circulando nesses subúrbios onde habitava uma população esquecida, estereotipada, pôde realmente perceber e compreender seus valores, sua alegria, sua cor, sua dor, sua música e sua mais valia enquanto parte de uma cultura urbana segregada à periferia”, pontuou Alícia Romero, coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo da Estácio Friburgo.

É com foco em transformar esta realidade que a equipe do Jane’s walk Nova Friburgo pretende chegar no Rui Sanglard. Inspirados na frase: “As pessoas devem tomar um pouco de responsabilidade pública umas das outras, mesmo que elas não tenham laços um com o outro”, os integrantes pretendem arregaçar as mangas para fazer acontecer.

“As caminhadas de Jane’s Walk aproximam a universidade da vida cotidiana e urbana das comunidades inspirando um olhar que acontece através da alteridade, da escuta e principalmente da troca com a comunidade, buscando espaços mais democráticos e afetivos”, finaliza Ecléa Morais.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.