Morre Thor, cão que atuou nas tragédias de Brumadinho e Mariana

Um dos símbolos da batalha do Corpo de Bombeiros na busca dos corpos das vítimas da tragédia de Brumadinho, o cão Thor, da raça border collie, morreu no último sábado (26), em Minas Gerais. O animal tinha 5 anos e dois meses de vida e perdeu a vida depois que seu intestino se rompeu devido a complicações de uma pancreatite.

O animal também enfrentava um quadro de leishmaniose. Thor passava por tratamento veterinário desde o início do aparecimento dos sintomas, mas não resistiu.

O animal era referência da corporação no encontro de pessoas desaparecidas. Thor atuou também na catástrofe de Mariana, ocorrida em novembro de 2015. Mais recentemente, auxiliou os militares no desabamento ocorrido no Bairro Mantiqueira, em Venda Nova, no ano passado.

Thor trabalhou, ainda, nas buscas pelo alpinista francês Eric Welterlín, que morreu depois de se perder na Serra do Mantiqueira. O caso aconteceu em abril e maio do ano passado.

Segundo o Corpo de Bombeiros, Thor sofreu uma hemorragia interna em razão da ruptura do intestino delgado, justamente na porção do duodeno.

“A família bombeiro militar encontra-se consternada e enlutecida pela perda desse integrante que nunca foi considerado como apenas um cão e sim como um bombeiro militar que verdadeiramente era”, se posicionou a corporação.

Thor será cremado em cerimônia fechada. A corporação informou que não disponibilizará fontes para falar sobre o cão, pois “os militares pertencentes ao canil do Corpo de Bombeiros” estarem altamente sensibilizados e emocionados com a perda.

Fonte: EM

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Leave a Comment