O jornalista Antônio Martins de Vasconcelos morreu na tarde desta segunda-feira (27), aos 77 anos, em função de complicações resultantes da Esclerose Lateral Amiotrófica. Antônio Martins foi presidente da antiga Radiobras, atual Empresa Brasil de Comunicação (EBC), durante o governo do presidente José Sarney. O velório será nesta quarta-feira (29), às 11h30 e o enterro às 15h no Cemitério Campo da Esperança, em Brasília (DF).

Nascido em Crateús (CE), Martins estudou em convento, tornou-se padre, mas deixou a batina para se dedicar ao jornalismo, iniciando a carreira no Recife. Mais tarde, ele veio para Brasília e se tornou um jornalista importante e reconhecido, principalmente no mundo político. Segundo o jornalista e fotógrafo Orlando Brito, que foi amigo de Martins, não havia um político importante que não quisesse ouvi-lo. “Ele tinha uma visão muito grande sobre a democracia”, disse.

Brito disse que, á frente da antiga Radiobras, Martins foi um presidente empreendedor, muito ativo e que colocou jornalistas da empresa para viajar para o interior do país, o que não era comum naquela época. Após sair da Radiobras, Martins fundou a empresa Som e Letras, que distribui material radiofônico para todo o país. Segundo Brito, Martins nunca abandonou o jornalismo.

Fonte: Agência Brasil

Crédito da foto: Arquivo pessoal