O veterano ator João Carlos Barroso morreu nesta segunda-feira (12), aos 69 anos, segundo a confirmação das duas sobrinhas e amigos do artista. Barroso enfrentava uma batalha contra um câncer.

João Carlos de Albuquerque Melo Barroso nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 28 de fevereiro de 1950.

Entre seus personagens mais populares na TV estão o Tavico de Estúpido Cupido (1976) e o Toninho Jiló de Roque Santeiro (1985), este último, talvez o seu personagem mais marcante. Ele também atuou em humorísticos como Zorra Total e Trapalhões. Foi dublador quando deu voz a Arthur no filme A Espada Era Lei.

Barroso teve sua primeira atuação na dramaturgia na série da TV Globo “Rua da Matriz”, de 1965, sendo exibida no mesmo dia em que a emissora foi ao ar. A última novela em que atuou foi “Sol Nascente”, de 2016, como Delegado Mesquita.

Participou de diversas enquetes do Zorra Total (atual Zorra), durante os anos de 2002 e 2016.

Suas atuações na televisão
2016 – Sol Nascente – Delegado Mesquita
2015 a 2016 Zorra – Diversas esquetes [2]
2006 JK – Tancredo Neves
2003 A Grande Família – Goró
2002 a 2015 Zorra Total – Diversas esquetes
2002 Sítio do Picapau Amarelo – (Episódio: “O Cangaceiro Lobisomem”)
2001 O Clone – amigo de Edvaldo (participação especial)
2001 Malhação – Delegado Almeidinha
2000 Uga Uga – Pereirinha
1999 Zorra Total – vários personagens
1998 Era uma Vez – J.J.
1994 Tropicaliente – Plínio
1993 Mulheres de Areia – Daniel
1992 Pedra sobre Pedra – Arquibaldo
1990 Mico Preto – Waldisney
1989 O Salvador da Pátria – Fidélis
1987 Direito de Amar – Danilo
1985 Roque Santeiro – Toninho Jiló
1984 Livre Para Voar – Alvinho
1983 Pão Pão, Beijo Beijo – Benito
1982 Os Imigrantes – terceira geração
1980 Chega Mais – Luís
1978 Os Trapalhões – Ator do novo filme do Tubarão
1978 Marron Glacé – Luís César
1978 Pecado Rasgado – Geraldo
1978 O Pulo do Gato – Nando
1977 Locomotivas – Paulo
1976 Estúpido Cupido – Tavico (Caniço)
1975 Pecado Capital – Valter
1973 Os Ossos do Barão – Ricardo
1973 O Bem Amado – Eustórgio
1965 Rua da Matriz – filho do mecânico

Suas atuações no cinema
1963 A Espada Era a Lei – Arthur/Wart (dublagem)
1976 O Pistoleiro – José
1979 Nos Tempos da Vaselina – Onofre
2004 Dona Eulália (Curta-metragem) – Eusébio

Crédito da foto: Reprodução de vídeo / TV Globo