Morreu na manhã desta quinta-feira (16), às 7h30, na Casa de Saúde São José, o cantor e compositor Luiz Vieira. O autor de ‘Menino Passarinho’ tinha 91 anos e faleceu de falência múltipla dos órgãos.

Luiz Vieira nasceu em Caruaru e se mudou para o Rio de Janeiro antes dos 10 anos. Foi criado pelo avô em Alcântara, no município de São Gonçalo.

No início da sua carreira cantava músicas românticas, valsas e samba-canções. No programa de Renato Murce, no Rio, imitou Vicente Celestino. Foi crooner de orquestra num cabaré do bairro da Lapa, no Rio de Janeiro. Conseguiu ser contratado pela rádio Tupi, por intermédio de Paulo de Grammont. Em 1950, acabou sendo contratado pelas rádios Tupi e Record, de São Paulo, que pertenciam às Emissoras Associadas.

A canção Menino de Braçanã, de 1953, foi seu primeiro sucesso, na voz de Roberto Paiva e, em seguida, o cantor Ivon Curi gravou-a.

Vieira ganhou as paradas de sucesso nos anos 60 com a canção Prelúdio Pra Ninar Gente Grande, mais conhecida como Menino Passarinho. Em 1963 gravou outro grande sucesso, Paz do Meu Amor (Prelúdio nº 2). Chegou a fazer diversas viagens aéreas por semana, para fazer cinco programas de televisão. Viajava do Ceará ao Rio Grande do Sul.