Morre Cláudio Petraglia, aos 91 anos

Ele estava internado havia pelo menos um mês no Hospital Samaritano, na Barra da Tijuca.

Morreu nesta quarta-feira (31) Cláudio Cesar Guimarães Petraglia, aos 91 anos. Cláudio Petraglia ajudou a fundar a TV Cultura de São Paulo e a TV Bandeirantes do Rio e morreu em decorrência da Covid-19. Ele estava internado havia pelo menos um mês no Hospital Samaritano, na Barra da Tijuca.

Cláudio também era compositor, maestro, produtor, poeta, escritor, ator, roteirista e diretor.

Entre suas criações na TV estava a adaptação de Vila Sésamo, junto com o então diretor da Globo, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni.

Sobrinho do mestre Victor Costa, por mérito entrou em função humilde na TV Paulista, galgando passo a passo escalas de promoção profissional. Mesmo depois de ter sido Diretor Artístico do canal 5 paulistano, concordou em ser novelista na Tupi de São Paulo, escrevendo “O Mestiço” em 1965, com direção de Wanda Kosmos.

Depois, ajudou a fundar a TV Cultura, canal 2 de São Paulo, em sua fase estatal, em 1969, sendo posteriormente seu Diretor Artístico. Também foi Diretor Artístico da Rede Bandeirantes de Televisão.

Cláudio foi dramaturgo (sendo sócio da SBAT), compositor e roteirista. Também foi diretor-presidente do Pólo Cine e Vídeo de Comunicação localizado no Estúdio Oscarito.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também