Morre Cláudio Petraglia, aos 91 anos

Ele estava internado havia pelo menos um mês no Hospital Samaritano, na Barra da Tijuca.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Morreu nesta quarta-feira (31) Cláudio Cesar Guimarães Petraglia, aos 91 anos. Cláudio Petraglia ajudou a fundar a TV Cultura de São Paulo e a TV Bandeirantes do Rio e morreu em decorrência da Covid-19. Ele estava internado havia pelo menos um mês no Hospital Samaritano, na Barra da Tijuca.

Cláudio também era compositor, maestro, produtor, poeta, escritor, ator, roteirista e diretor.

Entre suas criações na TV estava a adaptação de Vila Sésamo, junto com o então diretor da Globo, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni.

Sobrinho do mestre Victor Costa, por mérito entrou em função humilde na TV Paulista, galgando passo a passo escalas de promoção profissional. Mesmo depois de ter sido Diretor Artístico do canal 5 paulistano, concordou em ser novelista na Tupi de São Paulo, escrevendo “O Mestiço” em 1965, com direção de Wanda Kosmos.

Depois, ajudou a fundar a TV Cultura, canal 2 de São Paulo, em sua fase estatal, em 1969, sendo posteriormente seu Diretor Artístico. Também foi Diretor Artístico da Rede Bandeirantes de Televisão.

Cláudio foi dramaturgo (sendo sócio da SBAT), compositor e roteirista. Também foi diretor-presidente do Pólo Cine e Vídeo de Comunicação localizado no Estúdio Oscarito.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.