Morre ex-jogador de futebol americano Geno Hayes, na espera de transplante de fígado

O jogador descobriu os problemas no fígado durante um tratamento de saúde.

Geno Hayes, ex-jogador da NFL, a liga de futebol americano, morreu aos 33 anos, à espera de um transplante de fígado. O atleta, cuja causa oficial da morte é doença hepática, precisou deixar o esporte devido à enfermidade. Ele atuou por times como o Tampa Bay Buccaneers, Chicago Beers e Florida State.

O jogador descobriu os problemas no fígado durante um tratamento de saúde. Ele contou no começo do ano à ESPN americana que seu primeiro diagnóstico foi de cirrose alcóolica e que acreditava que sua situação foi uma combinação do histórico familiar de doenças do fígado com o uso sem supervisão de medicamentos para a dor que não precisavam de receita médica.

“O primeiro diagnóstico que me deram foi cirrose alcoólica. Mas quando cavamos mais fundo, tornou-se apenas uma doença hepática crônica, porque eu não bebo assim. Se eu bebesse, era como vinho ou algo assim. Mas meu corpo é diferente. E foi isso que (meu médico) disse: ‘Todo mundo é diferente’”, afirmou Hayes.

Ele precisou ser internado mais de 20 vezes ano passado e desde dezembro estava na lista de transplante à espera de um fígado. “Passei de 100 quilos para 68, fiquei em depressão por três meses”, lembrou na entrevista.

Hayes estava sendo cuidado em casa pelos pais e deixou dois filhos, de 13 e 8 anos, com a mulher Shevelle.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também