Com um quadro de insuficiência cardiorrespiratória, Dona Ivone Lara, de 97 anos, morreu na noite desta segunda-feira (16), no Rio de Janeiro. Ela estava internada, desde sexta-feira (13), no Centro de Tratamento e Terapia Intensiva (CTI) da Coordenação de Emergência Regional (CER), no Leblon, na Zona Sul.

A internação se deu por causa de uma anemia e por causa da gravidade precisou receber doações de sangue.

Em agosto de 2017 ela havia sido internada no CER quando ficou na unidade de saúde por uma semana devido à uma crise de hipoglicemia.

Dona Ivone Lara era considerada a “Rainha do samba”, nascida em uma a família de amantes da música popular, enfrentou o preconceito por ser mulher e sambista. Seu maior sucesso é “Sonho meu”, música que estourou nas paradas de sucesso com Maria Bethania e Gal Costa.