Ampliando as ações de prevenção para o período de chuvas de verão, a Prefeitura irá implantar um sistema que irá gerenciar o envio de alertas, assim como monitorar as áreas de maior risco do município. Na segunda-feira (22.10), será publicado edital de licitação com as condições e regras para a plataforma Alerta Petrópolis, que irá oferecer um aplicativo que envia, pelo celular, alertas para moradores das áreas de risco do município. A concorrência está marcada para o dia 1° de novembro e os interessados em participar poderão consultar o documento no site da prefeitura, na área de “Licitações”. Poderá administrar o software a empresa que oferecer o menor preço pelo serviço, respeitando as condições estabelecidas.

“É mais uma ação da prefeitura como foco na prevenção aos desastres de origem natural. Com mais essa ferramenta para a população, vamos estar ainda mais preparados e integrados para enfrentarmos, conjuntamente, as ameaças do verão”, afirma o prefeito Bernardo Rossi, destacando a importância do aplicativo para os moradores da cidade.

O aplicativo vai integrar os equipamentos e dispositivos de prevenção existentes na cidade, como as sirenes, os pluviômetros e as estações telemétricas, além da previsão meteorológica, com informações prévias e em tempo real sobre chuvas ou desastres de origem natural.

Entre as especificações técnicas do Alerta Petrópolis estão o cadastro completo dos pontos de apoio e das sirenes do Sistema de Alerta e Alarme do município e o envio de orientações para a evacuação das comunidades. Também prevê encaminhamento automático de informações e notificações sobre a possibilidade de eventos climáticos. As informações devem ser disponibilizadas em aplicativos nas versões Android e iOS.

“Estamos alinhados com o previsto no Marco de Sendai da ONU para uma cidade resiliente, buscando as soluções da tecnologia para proteger vidas. Com esse aplicativo, iremos não apenas manter a população informada sobre a previsão meteorológica, sobre os níveis de alerta e alarme por sirenes e sobre as nossas ocorrências, como também despertar nas crianças em sala de aula o interesse pela prevenção de desastres, empregando o aplicativo no Defesa Civil nas Escolas”, afirma Paulo Renato Vaz, secretário de Defesa Civil.

A empresa vencedora da licitação vai ter que cumprir uma série de etapas para a execução do projeto. Entre elas, estão o levantamento prévio e catalogação das informações, testes e homologação do projeto, análise, mapeamento e definição das funcionalidades a serem adequadas e aprimoradas ao projeto, além de ter que acompanhar o processo evolutivo da solução implementada. O valor estimado no edital é de R$ 478 mil.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis