Morador de Petrópolis realiza último desejo da mãe e atitude emociona nas redes sociais

O último desejo da mulher foi realizado, nesta segunda-feira (1), pelo filho, como forma de homenagem.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Guilherme Augusto Pereira de Souza, de 21 anos, emocionou as redes sociais, após um relato de amor e carinho pela mãe, que faleceu em agosto do ano passado, em Petrópolis. Maria Cristina da Silva Pereira, apaixonada por carros, de preferência os rebaixados, tinha o sonho de recuperar um Corsa 1999, que por anos fez parte da família. O último desejo da mulher foi realizado, nesta segunda-feira (1), pelo filho, como forma de homenagem.

Segundo Guilherme, o veículo chegou até a família pela primeira vez, quando tinha apenas 30 quilômetros rodados. O xodó da casa foi trocado anos depois, após uma proposta irrecusável. Após a venda, o arrependimento fez com que a família desse início à busca pela recuperação do automóvel.

Guilherme Augusto Pereira de Souza – Arquivo Pessoal

“O sonho dela sempre foi o de recuperar o Corsa, fazer o rebaixamento nele, trocar as rodas, e passear bastante, curtindo a vida. Ela ficava o tempo inteiro falando que queria comprar novamente o carro”, explicou.

Nesse período, o veículo teve outros dois proprietários, voltando para a agência. “Quando descobrimos que estava à venda, corremos na concessionária, mas não conseguimos comprar. A tristeza era nítida em minha mãe”, relembrou Guilherme.

Em agosto do ano passado, Maria Cristina faleceu, por causa indeterminada. A dor e a tristeza do filho único, se transformaram em forças para realizar o desejo tão aguardado pela mãe.

“Depois de algumas insistências, ontem consegui realizar o sonho dela, que era a compra do Corsa. Com ele, sinto como se minha mãe estivesse novamente com a gente. É uma sensação inexplicável. Quando sentei no veículo, relembrei dos momentos que passamos juntos. Eu, ainda uma criança. Ela, uma apaixonada por carros”, contou emocionado.

De acordo com Guilherme, não foi possível conter as lágrimas. “Foi a melhor realização que já tive na vida. Chorei muito quando lembrei de tudo o que vivemos. Agora, fico mais tranquilo e vou colocar o Corsa 99 do jeitinho que ela queria. Sem palavras!” concluiu o jovem morador do bairro Quitandinha.

Maria Cristina, que morava no bairro Floresta, era uma das “figurinhas carimbadas” dos encontros de carros em Petrópolis. Inclusive, em sua morte, um grupo de pessoas se reuniu no Alto da Serra, com carros rebaixados, a homenageando.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.