Foto: Divulgação

Modelo de negócio brasileiro é destaque na Feira do Livro de Frankfurt

A palestra ‘Audiolivros para além do áudio: como Skeelo invadiu o mercado no Brasil’ trouxe detalhes da empresa que nasceu com o propósito de disseminar o conhecimento no país.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Skeelo, plataforma de ebooks, minibooks e audibooks, participou esta semana da Feira do Livro de Frankfurt, o maior evento mundial do setor. Representantes de 48 países participaram simultaneamente do encontro virtual comandado por Rodrigo Meinberg e Rafael Lunes, sócios-fundadores da marca, e Breno Lerner, editor e parceiro da plataforma. A palestra ‘Audiolivros para além do áudio: como Skeelo invadiu o mercado no Brasil’ trouxe detalhes da empresa que nasceu com o propósito de disseminar o conhecimento no país.

A presença do Skeelo na feira mundial é resultado da indicação feita pela CBL (Câmara Brasileira do Livro) e pelo Brazilian Publishers por reconhecer na plataforma uma inovação no segmento editorial brasileiro. Fernanda Dantas, gerente de Relações Internacionais da CBL e Brazilian Publishers, reforça a importância de reconhecer as ideias que transformam realidades. “É muito gratificante apresentar para o mundo um exemplo de inovação e pioneirismo do mercado editorial brasileiro. Cada vez mais posicionamos nosso mercado internacionalmente e abrimos espaço para nossas empresas realizarem negócios internacionais”.

Para Meinberg, a oportunidade de estar no maior evento literário é incrível, ainda mais para falar sobre audiobooks e e-books no Brasil. “Os formatos eletrônicos são uma tendência sem volta e o mercado editorial já reconhece isto. Dessas discussões surgem ideias e até novos projetos. Além disso, para nós, o principal objetivo é que a distribuição das obras que estão no Skeelo ultrapasse fronteiras e chegue para todos que buscam e precisam de conhecimento e informação”.

Além da abordagem sobre os conteúdos digitais, o encontro também trouxe a discussão da expansão da marca para o mercado internacional. “Diversas perguntas surgiram envolvendo nosso modelo de negócio e a intenção de atuação em outros países e realmente já há estudos neste sentido. Aliás, hoje, o Skeelo já tem demanda de usuários que buscam conteúdos em outras línguas, como inglês e espanhol”, explica Lunes.

Nos dois anos de existência, o Skeelo já ultrapassa os 130 milhões de usuários vindos de todas as operadoras de telefonia do país, além de parcerias com empresas de serviços e algumas montadoras brasileiras, que trazem também o aplicativo para dentro dos carros, disponibilizando os audiobooks enquanto se dirige. Hoje, a plataforma disponibiliza mais 1.200 best-sellers de editoras como Globo, Planeta, Companhia das Letras, Record, Buzz, Valentina, Citadel, Gente, IBEP, Faro, Alto Astral, entre outras. Além disso, o Skeelo também tem mais de 100 obras gratuitas disponíveis para quem não tem acesso ao app.

A palestra faz parte da ampla agenda da feira que este ano está em formato híbrido, com encontros online e presenciais. O evento tem dois momentos importantes: as masterclasses e a feira, que começa dia 20 e vai até dia 24.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.