Modalidades que estão em ascensão em todo o país ganham cada vez mais espaço no recheado calendário esportivo de Petrópolis. Esportes como o mountain bike, tênis, karatê, judô, voo livre e a esgrima crescem pelo grande número de praticantes e de adeptos no território nacional e estão presentes na cidade em eventos realizados em parcerias público-privada. A diversidade de atividades oferecidas também contribui com a economia de uma maneira em geral: em dois anos, o governo municipal estima que cerca de 10 mil turistas estiveram presentes nos eventos esportivos realizados.

“Petrópolis tem um grande potencial para receber os mais diversos eventos esportivos, movimentando o turismo de maneira geral. A nossa gestão trabalha para várias modalidades esportivas no município, democratizando o acesso ao esporte”, pontua o prefeito Bernardo Rossi, destacando que em dois anos de gestão foram realizados 200 eventos esportivos na cidade.

O mountain bike, por exemplo, é um esporte que atraí diversos turistas para o município. As trilhas chamam a atenção pela beleza e por serem de alto grau de dificuldade e de nível técnico. Neste ano, a prefeitura criou a primeira prova da modalidade permanente no calendário esportivo: a Copa Imperial de MTB. Mais de 400 atletas participaram do evento, que foi realizado em agosto em Secretário. O governo planeja outras ações para fomentar o esporte na cidade.

“Nossa cidade conta com um campeão mundial da modalidade, que é o Henrique Avancini, que vai nos ajudar fomentando o esporte em Petrópolis. O investimento da prefeitura também busca atrair os praticantes de todo o país para o município, estimulando também o comércio em geral com a vinda de mais turistas”, explica Hingo Hammes, superintendente de Esportes e Lazer.

Na esgrima adaptada, Petrópolis também está sendo muito bem representada: Fabiana Soares, do Sport Club Magnólia, faz parte da seleção brasileira da modalidade. Exemplo de superação no esporte e na vida, ela é a atual líder do ranking nacional da arma florete e mantém o sonho de disputar a paraolimpíada de Tóquio em 2020. A atleta participa das principais competições do país desde 2016, colecionando medalhas também nos outros tipos de armas, que são o sabre e a espada.

“A esgrima é uma modalidade muito forte em Porto Alegre e em Curitiba, locais em que se encontram os principais atletas do país. Mas a gente consegue desenvolver um trabalho legal aqui no Magnólia, conseguindo encarar as equipes mais tradicionais de igual para igual. A esgrima é um esporte que tem um grande potencial de desenvolvimento na nossa cidade”, explica Guilherme Giffoni, mestre d’armas e treinador de Fabiana.

Entre os dias 7 e 9 de dezembro, será realizado em Petrópolis o 1° Open de Tênis Pro. Nomes de peso do ranking da Confederação Brasileira de Tênis estão confirmados no evento, como Cristian Landell e Pedro Sakamoto. Será uma grande oportunidade dos praticantes da cidade estarem em contato com atletas gabaritados da modalidade. A competição conta com o apoio da Prefeitura por meio da Turispetro e do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), através da Superintendência de Esportes e Lazer.

“Temos procurado sempre firmar parcerias para trazer para Petrópolis eventos que aqueçam nossa economia, ocupem quartos de hotéis e pousadas e movimentem o comércio. Costumamos receber muitos atletas de fora da cidade e que nunca vêm sozinhos. É uma maneira de deixar a cidade sempre ocupada também na baixa temporada”, frisa o secretário da Turispetro, Marcelo Valente.

Ainda em dezembro, o calendário esportivo conta com uma programação especial que faz parte do Natal Imperial. São três corridas de ruas, além do 1º campeonato municipal de futsal para surdos, o Agita Lutas, que vai atender aos praticantes de karatê, judô e tae-kwon-do e o encerramento dos campeonatos municipais de futsal e futebol de campo. Desde o ano passado, a prefeitura oferece a prática de diversas modalidades nas principais datas comemorativas da cidade.

“Criamos uma série de ações nas principais festas da cidade, com atividades para crianças e adultos, também como forma de reunir a família no âmbito esportivo. Precisamos manter a população ativa, na contramão do sedentarismo”, completou Hingo.