Ministro Ernesto Araújo pede demissão do cargo antes de sofrer impeachment

O ministro vinha sendo pressionado pelo Congresso, a saída ainda não foi confirmada oficialmente.

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, decidiu pedir demissão do cargo. A informação foi repassada pelo próprio chanceler a seus subordinados. Segundo pessoas próximas, Araújo vai apresentar ao presidente Jair Bolsonaro formalmente ainda hoje o pedido de sua exoneração do cargo.

O ministro vinha sendo pressionado pelo Congresso. Na semana passada, o presidente da Câmara, Artur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco, pressionaram o presidente Jair Bolsonaro a demitir o chanceler.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também