Anúncio será feito no MEDTROP-PARASITO 2019 que começa neste domingo em BH

O Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, vai anunciar neste domingo (28) medidas para pesquisas em doenças transmissíveis e negligenciadas. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), das 21 doenças negligenciadas, que são causadas por agentes infecciosos ou parasitas, 18 estão presentes no Brasil. No país, as mais comuns são a dengue, a doença de Chagas, a hanseníase, a leishmaniose e a sarna, além da zika e da chikungunya.

Uma das presidentes da comissão organizadora do MEDTROP-PARASITO 2019, Dra. Rosália Morais Torres, ressalta que serão anunciadas uma verba significativa para fomentar as pesquisas em doenças negligenciadas e uma verba especial para a pesquisa em malária. “Uma grande notícia para esta comunidade de pesquisadores. Tudo que vem a favor do cientista que trabalha com doenças tropicais negligenciadas se reverte posteriormente e muito rapidamente em benefícios para a população”, conclui a médica.

O MEDTROP-PARASITO 2019 é a realização simultânea do 55º Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, do XXVI Congresso Brasileiro de Parasitologia, da 34a Reunião de Pesquisa Aplicada em Doença de Chagas e da 22ª Reunião de Pesquisa Aplicada em Leishmanioses e do CHAGASLEISH 2019. O tema do congresso “Convergência e inclusão: em busca de soluções sustentáveis para o diagnóstico, tratamento e controle das doenças tropicais” abre perspectivas para a integração da ciência, educação e tecnologia buscando, na interdisciplinaridade, benefícios para a saúde, para o desenvolvimento do indivíduo e da sociedade.  O MEDTROP-PARASITO 2019 acontece entre os dias 28 a 31 de julho, no campus Pampulha da Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, em Belo Horizonte, Minas Gerais. A abertura será neste domingo, 28 de julho, no Grande Teatro do Palácio das Artes, a partir das 19 horas.