Foto: Divulgação

Ministério da Saúde assina contrato para compra de 10 milhões de doses da Sputnik V

A vacina ainda não tem autorização para uso no Brasil.

O Ministério da Saúde assinou contrato para a compra de 10 milhões de doses da Sputnik V nesta sexta-feira (12). A vacina contra a Covid-19 é desenvolvida pelo instituto russo de pesquisa Gamaleva.

Segundo o cronograma do Ministério da Saúde, o Brasil deve receber 400 mil doses até o final de abril, 2 milhões no fim de maio e mais 7,6 milhões em junho.

A Sputnik V ainda não tem autorização para uso no Brasil. Os desenvolvedores russos firmaram parceria com a farmacêutica brasileira União Química.

“Agora, para que possamos efetivamente aplicar a Sputnik, só necessitamos que a União Química providencie com a Anvisa, o quanto antes, a autorização para uso emergencial e temporário”, disse  Elcio Franco, secretário-executivo do Ministério da Saúde

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Burnout materno: quando as mães estão esgotadas

Fazendo um paralelo, nos Estados Unidos já se usa o termo Mommy Burnout, em português “esgotamento materno”, para se referir ao mesmo quadro de sintomas sentido pelas mães que vivenciam uma intensa rotina materna e doméstica.