Ministério da Saúde aprova proposta para UBS no Vicenzo Rivetti

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A prefeitura deu mais um passo na consolidação do mais importante projeto habitacional da história do município, o Minha Casa Minha Vida do Vicenzo Rivetti. O município conseguiu aprovação da proposta para construção da Unidade Básica de Saúde que vai atender a localidade. Essa é mais uma exigência do programa que está sendo cumprida. O projeto executivo está sendo apresentado para que a Caixa Econômica libere a emenda no valor de R$ 750 mil para se tornar convênio.

Depois de ficar parada por três anos, a obra do primeiro MCMV de Petrópolis foi retomada pela prefeitura no início de 2017, quando estava com apenas 5%. Após se tornar uma das mais rápidas do programa em todo país, a construção agora está com mais de 90% de conclusão.

“Essa é mais uma ação nesse grande projeto habitacional do município. Todas as exigências do Minha Casa Minha Vida vêm sendo cumpridas pela prefeitura e não seria diferente no caso da unidade de saúde. O conjunto vai abrigar mais de 3 mil pessoas e, não só eles, mas todos os demais moradores do Vicenzo Rivetti, vão contar com essa UBS”, diz o prefeito Bernardo Rossi.

O conjunto do Vicenzo Rivetti tem 776 unidades voltadas para famílias de mais baixa renda, que se enquadram na faixa 1 do programa Minha Casa Minha Vida (renda mensal de R$ 1,8 mil). As casas são destinadas a quem recebe auxílio após terem perdido casas, como no caso da tragédia de 2011 – os beneficiados serão selecionados pela Caixa.

Maior programa habitacional do município da história do município, o Vicenzo Rivetti vem recebendo toda atenção da prefeitura para receber a infraestrutura necessária para a chegada de mais de 3 mil pessoas. A prefeitura também já trabalha nas questões sociais.

A pavimentação e construção do sistema drenagem do entorno do local serão feitos pela Gravisa. Além disso, a prefeitura também fará intervenções em uma via alternativa ligando a localidade à Corrêas, com uma emenda federal recebida pelo governo municipal.

As contrapartidas de gestão condominial e de trabalho técnico-social também já foram providenciadas pela prefeitura. Os futuros moradores vão aprender a cuidar do conjunto habitacional – tanto no aspecto jurídico quanto de manutenção dos apartamentos – e também vão passar por capacitação profissional, educação ambiental e orientação sobre planejamento familiar. As exigências técnico-socais serão feitas com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial, mantido pela Caixa, pelas empresas AJR e UP Soluções S/S.

A UBS vai seguir o modelo padrão do Ministério da Saúde e vai contar com consultórios, consultório odontológico, farmácia, sala de curativo, sala de esterilização de materiais, sala de imunização, sala de inalação e até sanitários adaptados para pessoas com deficiência. O projeto é para construção em um terreno próximo ao conjunto habitacional. A emenda ao orçamento da União foi feita pelo deputado federal Hugo Leal.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.