Foto: Divulgação/MEC

Milton Ribeiro pede exoneração do Ministério da Educação

Ele pede para deixar o cargo após vir à tona um escândalo de suposto favorecimento de pastores na distribuição de verbas do ministério.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, pediu exoneração do cargo ao presidente Jair Bolsonaro (PL) nesta segunda-feira (28). Ele pede para deixar o cargo após vir à tona um escândalo de suposto favorecimento de pastores na distribuição de verbas do ministério.

Em áudio gravado em uma reunião com prefeitos, Ribeiro afirmou que repassa verbas para municípios indicados por dois pastores a pedido do presidente Jair Bolsonaro. O áudio foi obtido pelo jornal “Folha de São Paulo”, que revelou a fala do ministro em uma reportagem do dia 21 de março.

Na semana passada, o jornal “O Estado de São Paulo” já havia apontado a existência de um “gabinete paralelo” de pastores que teria o poder de controlar a agenda e as verbas da Educação.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.