Mesa-redonda do Cefet/RJ campus Petrópolis coloca em pauta a memória dos negros e o afroturismo na cidade

O debate será mediado por Patrícia Souza Lima, professora de história do Cefet/RJ campus Petrópolis e especialista no desenvolvimento urbano da cidade.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

“Onde está a memória negra e o Afroturismo em Petrópolis/RJ?”. A pergunta é título da mesa-redonda on-line que acontecerá na próxima sexta-feira, dia 27 de agosto, às 18h, pelo Google Meet. Promovido pelo projeto de extensão No batuque das águas do Caxambu, do Cefet/RJ campus Petrópolis, o evento se propõe a refletir sobre a memória do negro na cidade, especialmente com relação a monumentos e pontos culturais.

A mesa-redonda contará com a participação de Adão Casciano, descendente de escravos e morador do Quilombo da Tapera, que vai contar sobre a história desta comunidade e as tradições culturais que ainda preservam; Thaís Rosa Pinheiro, turismóloga, mestre em Memória Social e fundadora do projeto Conectando Territórios; e Ariel Barbosa, ator negro na cidade, que é responsável pela equipe de filmagem do documentário sobre o mesmo quilombo. O debate será mediado por Patrícia Souza Lima, professora de história do Cefet/RJ campus Petrópolis e especialista no desenvolvimento urbano da cidade.

Com o objetivo de fomentar um roteiro de Afroturismo no município, o evento acompanhará as diretrizes do projeto No Batuque das águas do Caxambu, sobretudo nas investigações e pesquisas da bolsista Nicolly Thomazi, com o intuito de agregar elementos que possibilitem uma maior diversidade nas práticas turísticas do Centro Histórico de Petrópolis.

Saiba mais sobre o projeto e faça sua inscrição na mesa por meio do link linktr.ee/AguasdoCaxambu.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.