O Memorial da Inclusão, localizado na sede da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que fica na Av. Auro Soares de Moura Andrade, 564, Portão 10, Barra Funda, São Paulo, irá participar, entre os dias 18 e 24 de setembro, de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h e no sábado, 23, das 13h às 17h, da 11ª Primavera dos Museus, uma temporada cultural promovida pelos museus brasileiros em parceria com o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Nessa edição, mais de 900 museus irão oferecer ao público uma programação especial com atividades como visitas mediadas, palestras, oficinas e exibição de filmes.

O espaço reúne, em seu acervo fixo, aproximadamente 700 documentos sobre o movimento social das pessoas com deficiência, suas lutas e conquistas, aborda cada uma das quatro deficiências – auditiva, visual, intelectual e física – e conta com atrações como a Sala Preparatória dos Sentidos: um local escuro com painéis de texturas diversas, alteração de temperatura e sensores sonoros e olfativos.

Inaugurado no dia 3 de dezembro de 2009, o Memorial da Inclusão tem o propósito de reunir em um só espaço fotografias, documentos, manuscritos, áudios, vídeos e referências aos principais personagens, às lutas e às várias iniciativas que incentivaram as conquistas e melhores oportunidades às pessoas com deficiências.

Além da exposição permanente, durante o período da 10ª Primavera dos Museus, o Memorial da Inclusão contará a exposição temporária “Museu do Ipiranga para Todos”. Trata-se de réplicas acessíveis de parte do acervo do Museu que podem ser tateadas por pessoas com deficiência visual. O material foi produzido pelo Setor de Atividades Educativas do Museu Paulista, mais conhecido como Museu do Ipiranga, que está fechado desde 2013 para restaurações e adequações que promovam a acessibilidade.

Na mostra, os visitantes podem conferir uma maquete do museu, a réplica de diversos objetos que refletem o modo de vida das famílias paulistanas do final do século XIX e início do século XX, como uma chaleira, jarra de porcelana, urinol, escarradeira, câmeras fotográficas e luvas. Entre as atrações, está a reprodução em metal do famoso quadro “Independência ou Morte” (1888), de Pedro Américo. Outro destaque é a obra “Fundação de São Paulo” (1892), de Benedito Calixto, produzida em resina com relevos. Há também a réplica de uma escultura de D. Pedro I. Além disso, a mostra traz uma projeção da reabertura do espaço previsto para 2022.

 

Memorial da Inclusão na 11ª Primavera dos Museus
Data:
de 18 a 24 de setembro, de segunda a sexta, das 10h às 17h e no sábado, dia 23, das 13h às 17h

Atividade: visitas mediadas

Local: Sede da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa Com Deficiência

Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 564, Portão 10, Barra Funda, São Paulo