O setor de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente notificou três oficinas mecânicas nesta semana que funcionavam sem a licença ambiental que permite a atividade e o alvará de localização. Duas delas são em Corrêas, na Estrada Mineira, e a outra no Carangola. Os proprietários ganharam um prazo de 10 dias para colocarem a documentação em dia com o órgão municipal, caso contrário, serão multados. O órgão também atendeu denúncias no Quitandinha, Dr. Thouzet e em Itaipava.

O chefe do setor, Miguel Fausto, explica que as oficinas precisam de autorização ambiental para o funcionamento na cidade. “Essa é uma atividade que utiliza diversas substâncias tóxicas que podem ser prejudiciais à natureza. O descarte de óleos de motores, por exemplo, deve ser feito de maneira correta para que não prejudique o Meio Ambiente. É fundamental que os empresários estejam em dia com a documentação para o exercício legal desses serviços”, disse.

Ao longo da semana, a fiscalização atendeu outras quatro denúncias que chegaram à Secretaria de Meio Ambiente, dois casos de desmatamento, uma de queimada e uma movimentação irregular de terra. Em média, o órgão municipal recebe três ligações por dia solicitando a vistoria ou atendimento.

“Organizamos o atendimento de acordo com as denuncias que recebemos e montamos operações para atendermos a todas as solicitações. É importante que o solicitante indique os locais com exatidão, assim como pontos de referência, para que a gente chegue ao local desejado”, pede Miguel.

Desde janeiro, o órgão atendeu a mais de 800 denúncias de crimes ambientais, entre casos de supressão de vegetação, poluição de curso hídrico, contaminação de solo, empresas funcionando sem licença ambiental e queimadas. São realizadas operações semanais com o objetivo de reduzir os casos.

“Nossa prioridade é proteger as áreas verdes do município. Por isso, disponibilizamos um número de celular que funciona 24 horas, todos os dias da semana, para recebermos as denúncias. A participação da população é fundamental para diminuirmos o número de crimes ambientais em Petrópolis”, explica Fred Procópio, secretário de Meio Ambiente.

As denúncias de crimes ambientais podem ser feitas para a Secretaria de Meio Ambiente através dos telefones: (24) 2233-8180 e (24) 98828-8633.