O setor de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente multou a proprietária de um terreno na Rua Vereador Orlindo Ditadi, na Estrada da Saudade, pelo corte irregular de uma árvore nesta sexta-feira (06.10). A licença que permitia a ação estava vencida há mais de um ano e a dona do espaço realizou o trabalho nesta semana. Os fiscais explicaram que havia a necessidade de outra avaliação antes da poda, já que se tratava de uma espécie nativa. Além disso, as equipes atenderam a duas denúncias de oficinas mecânicas funcionando sem autorização no Carangola.

“Qualquer tipo de corte, poda, ou retirada de árvore precisa de autorização da Secretaria de Meio Ambiente. Neste caso, por se tratar de uma espécie nativa, o cuidado se torna ainda maior. Os biólogos trabalham para preservar as mais variadas espécies que existem dentro do nosso município. Na prática, a falta de uma autorização ou autorização vencida tem o mesmo efeito”, explica Miguel Fausto, chefe do setor de fiscalização.

No Carangola, duas oficinas mecânicas funcionavam sem a documentação necessária para a atividade. Os responsáveis pelos locais terão que dar entrada na licença ambiental em um prazo de 30 dias, caso contrário, os espaços podem ser interditado.

“Essas atividades envolvem muitas substâncias tóxicas prejudiciais a natureza. Nos locais não encontramos o descarte correto de alguns produtos, como óleos de motores e materiais de limpeza, por exemplo. É fundamental que os empresários estejam em dia com a documentação para o exercício legal desses serviços”, explica Miguel.

Desde janeiro o setor atendeu 715 denúncias, entre casos de supressão de vegetação, poluição de curso hídrico, contaminação de solo, empresas funcionando sem licença ambiental e queimadas. São realizadas operações semanais com o objetivo de reduzir os crimes ambientais.

“Nossa prioridade é proteger as áreas verdes do município. Por isso, disponibilizamos um número de celular que funciona 24 horas, todos os dias da semana, para recebermos as denúncias. A parceria com a população é fundamental para que o nosso trabalho seja eficaz”, explica Fred Procópio, secretário de Meio Ambiente.

As denúncias de crimes ambientais podem ser feitas para a Secretaria de Meio Ambiente através dos telefones: (24) 2233-8180 e (24) 98828-8633.