Foto: Reprodução

MEC assina Portaria autorizando o funcionamento de novas unidades do IFSP

A Portaria autoriza o funcionamento dos câmpus: Miracatu, Presidente Prudente e Rio Claro.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O ministro da Educação, Victor Godoy, assinou na sexta-feira (10) a Portaria que autoriza o funcionamento de mais 3 novos câmpus do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), nos municípios de Miracatu, Presidente Prudente e Rio Claro. Com a nova estrutura organizacional da instituição, a partir de julho, o estado passa a contar com 41 unidades de ensino, que já somam 678 em todo o país. A criação de novas unidades de ensino em São Paulo transforma a região e fortalece as matrículas em cursos técnicos. 

Atualmente, o IFSP já possui mais de 62 mil estudantes matriculados e com a expansão de unidades poderá aumentar o número de vagas, ampliando também as oportunidades de uma formação técnica e profissional para o munícipio e região. 

Participaram da assinatura o ministro da Educação, Victor Godoy; o secretário de Educação Profissional e Tecnológica, Tomás Dias Sant’Ana; o diretor de Desenvolvimento da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, Kedson Raul; o reitor do Instituto Federal de São Paulo, Silmário Batista dos Santos; os prefeitos dos municípios e seus representantes. 

Rede Federal 

O Instituto Federal de São Paulo integra uma rede composta por 38 Institutos Federais, 2 Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets), Colégio Pedro II, Universidade Tecnológica do Paraná e 22 Escolas Técnicas vinculadas às Universidades.

Criada em 2008 pela Lei nº 11.892, de 29 de dezembro, a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, também conhecida por Rede Federal, é um marco na ampliação, interiorização e diversificação da Educação Profissional e Tecnológica no país. 

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.