Teste do Plano Nacional de Testagem para a Covid-19, na Feira dos Importados, em Brasília.

Mapa de Risco da Covid-19: estado do Rio de Janeiro permanece em bandeira amarela pela quarta semana consecutiva

Região Metropolitana II entrou em bandeira verde, de risco muito baixo para a doença
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A 71ª edição do Mapa de Risco da Covid-19, publicada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) nesta sexta-feira (04.03), mostra que o estado do Rio de Janeiro permanece pela quarta semana consecutiva em classificação de baixo risco para a doença, representado pela bandeira amarela. A comparação entre a oitava semana epidemiológica (SE 08) deste ano, de 20 a 26 de fevereiro, e a sexta semana (SE 06), de 06 a 12 de fevereiro, aponta que a Região Metropolitana II teve uma melhora, saindo da bandeira amarela (baixo risco) para bandeira verde (risco muito baixo).

Outra região que teve melhora no cenário epidemiológico e assistencial foi a Noroeste, que saiu da bandeira vermelha (risco alto) para bandeira laranja (risco moderado). As regiões Médio Paraíba, Serrana, Norte, Metropolitana I, Baixada Litorânea e Baía da Ilha Grande permanecem em bandeira amarela (risco baixo). A Região Centro-Sul continua classificada em bandeira laranja (risco moderado).

– Pela quarta semana consecutiva, o Mapa de Risco da Covid-19 traz o estado em bandeira amarela, que representa baixo risco para Covid-19. Isso nos mostra uma queda sustentada dos indicadores e a consolidação do cenário epidemiológico. Além disso, alcançamos uma elevada cobertura vacinal, com mais de 30 milhões de doses aplicadas em todo o estado – explicou o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.

A análise do período mostra que a média móvel de solicitação de leitos para os últimos 7 dias foi de 7 para UTI e 7 para Enfermaria, demonstrando uma queda de 37% em relação a 14 dias.  No mês de fevereiro, a taxa de positividade ficou em queda e, no período de 23 de fevereiro a 01 de março, a positividade dos exames de RT-PCR foi de 10,5% em todo o estado. Nesta quinta-feira (04.03), a taxa de ocupação de leitos para Covid-19 estava em 41,2% para UTI e 23,6% para enfermaria.

Nesta edição do Mapa de Risco, cinco municípios estão classificados com bandeira verde (risco muito baixo), 72 municípios com bandeira amarela (risco baixo), cinco com bandeira laranja (risco moderado) e 10 municípios com bandeira vermelha (risco alto).

As cores das bandeiras representam os níveis de risco e os respectivos conjuntos de recomendações de isolamento social, variando entre as cores roxa (risco muito alto), vermelha (risco alto), laranja (risco moderado), amarela (risco baixo) e verde (risco muito baixo). 


Indicadores precoces – A Secretaria de Saúde também publicou nesta sexta-feira uma atualização dos indicadores precoces usados para a elaboração do Mapa de Risco da Covid-19. O documento pode ser acessado no Painel Covid-19.

A avaliação dos indicadores precoces é de suma importância, pois eles refletem de maneira mais rápida e sensível a real demanda de atendimento de casos no Estado do Rio de Janeiro, sem interferência de atraso na informação. Essa maneira de análise busca compensar os atrasos de notificação dos dados que são levados em conta para o cálculo dos indicadores epidemiológicos do painel de risco. O objetivo é avaliar, de maneira mais precoce, indicadores do volume de demanda por leitos para Covid-19, como atendimento em UPAS, número de solicitações por leitos e fila de espera por leitos, e fornecer dados mais atualizados.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.