Nesta semana os petropolitanos acompanharam, e também participaram, das manifestações populares que reivindicavam mudanças e melhorias nos serviços da Educação e da Saúde. Durante estes eventos, relevantes para a sociedade, onde a população conseguiu cobrar seus direitos de forma pacífica e ordeira, a alteração na rotina, principalmente no Centro da cidade, teve que ser alterada.

Os serviços públicos foram os mais impactados que tentaram se adaptar para atender a população, como é o caso da limpeza pública nos lugares onde houve a aglomeração dos manifestantes. Outro serviço foi o transporte público. Algumas linhas de ônibus tiveram suas rotas alteradas.

A Setranspetro enviou um comunicado explicando sobre as alterações nos trajetos nestes dias, confira:

Impacto da manifestação no transporte coletivo:

Os ônibus da Turb Petrópolis, Petro Ita e Cascatinha tiveram o itinerário alterado para a Avenida Koeler durante todo período de manifestação, o que gerou uma sobrecarga de trânsito e congestionamentos nas Ruas Washington Luiz e Imperador. Todas as linhas da Cidade Real, Turb e Cascatinha que seguem para o Centro e as linhas da Petro Ita que atendem a Região do Quitandinha, São Sebastião, Siméria e Independência tiveram atrasos superiores a uma hora.

Além disso, uma obra na altura do número 4.000 da Estrada União e Indústria, deixou a via no sistema pare e siga e está gerando grandes congestionamentos na região. A circulação dos ônibus da Turb estão apresentando atrasos de aproximadamente 20 minutos. Várias viagens para os bairros do entorno, da linha 700 e das linhas executivas já deixaram de ser realizadas em razão dos atrasos gerados pelos engarrafamentos.