Maju quebra padrões e bate de frente com racismo em estreia no Jornal Nacional

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Maju Coutinho movimentou a audiência da Globo nas redes sociais ao apresentar o Jornal Nacional pela primeira vez neste sábado (16). Conhecida após ser garota do tempo no jornalístico, ela entrou no tradicional rodízio do programa para os sábados e as férias dos titulares.


E logo em sua estreia, que foi repercutida por algumas pessoas pelo fato de ser a primeira negra a apresentar o jornalístico, ela bateu de frente com o racismo. Em simbologia importante, a Globo deu à jornalista a missão de ler uma nota de esclarecimento contra a prática preconceituosa.


O supermercado Extra afirmou que não aceita qualquer ato de violência e repudia qualquer forma de racismo”, leu Maju. Ela se referia ao episódio em que um segurança do supermercado assassinou um jovem negro, o que foi visto por algumas pessoas como racismo.

Maju lendo uma nota sobre um episódio do gênero tem um peso mais contundente para o público em geral e para os opressores, como destaca a jornalista Cristina Padiglione em seu blog na Folha de S.Paulo.

MAJU LEVANTA A AUDIÊNCIA DO JORNAL NACIONAL

Como o TV Foco já informou, estreou na bancada do Jornal Nacional na noite deste sábado (16) a jornalista Maju Coutinho. Isso porque seu talento foi reconhecido pela Globo, que a incluiu no rodízio feminino do jornal mais assistido do país ao lado de nomes como Sandra Annemberg.

E a profissional já iniciou com o pé direito essa trajetória que tem de tudo para ser sucesso. Dados prévios de audiência indicam que o noticiário registrou média de 27,3 pontos na grande São Paulo. O JN ainda atingiu 30 de pico, o maior do dia na emissora carioca.

Fonte: TV Foco

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

2 Comentários
  1. Graça Fernandes Diz

    Parabéns Manu! É mais do que hora de acabarmos com todo tipo de preconceito!
    As pessoas precisam aceitar que pertencemos todos a uma só raça: a raça humana, e que isso é a única coisa que nos diferencia dos outros seres vivos.
    Vamos por fim às qualificações “raça negra”, “raça branca ” etc… Somos a mistura de todas as etnias e isso é maravilhoso! Vamos pensar nisso e entender que não importa de qual delas , tenhamos mais características. Somos todos da Raça Humana, com igualdade de direitos e obrigações!

  2. Roberto Diz

    “Primeira negra a apresentar o jornalistico”
    Isso é uma piada?!?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.