Cabo Frio fechou o mês de janeiro com 7.415 pessoas vacinadas contra febre amarela. Apesar de não ser área de risco de circulação do vírus, o município segue imunizando contra a doença no esquema de rotina, conforme preconizam as diretrizes do Ministério da Saúde. Ao todo, são 26 unidades que ofertam a dose, das quais nove estão localizadas no distrito de Tamoios. A Secretaria de Saúde alerta, no entanto, que durante o período de carnaval todas as unidades estarão fechadas, retomando a vacinação de rotina somente na quinta-feira (15).

“É um resultado bom, que ficou acima do normal do que seria para uma imunização de rotina justamente porque foi feita a campanha de intensificação do Dia D, promovida pela Secretaria de Estado do Rio, e houve certo aumento na procura pela vacina nas unidades. Cabo Frio continua com vacinação de rotina, até porque é de praxe, conforme determina o calendário nacional de vacinação”, explicou a médica Lucy Pires, superintendente de Saúde Coletiva do município.

Cabo Frio recebe as doses para vacinação anual de rotina conforme a população fixa da cidade. Em 2017, o município recebeu 123 mil doses da vacina, dessas 112 mil foram aplicadas. Para este ano a cidade já recebeu 20 mil doses do total de 60 mil previstas, totalizando 183 mil vacinas, número superior à meta estipulada de 172 mil imunizações.

ESCALA DE VACINAÇÃO DE ROTINA DA FEBRE AMARELA

Segunda-feira (a partir do dia 19)
Cajueiro: 9h às 11h30 e de 14h às 16h30
Gamboa: 9h às 11h30
Vila Nova: 9h às 11h30
Botafogo: 13h às 15h
Monte Alegre: 8h30 às 11h30
Itajuru: 8h30 às 11h30 e de 14h às 16h

Terça-feira (a partir do dia 20)
Santo Antônio: 9h às 12h e de 13h às 16h30
Cajueiro: 9h às 11h30 e de 14h às 16h30

Quarta-feira (a partir do dia 21)
Florestinha: 10h às 12h e de 14h às 15h
Jardim Nautilus: 9h às 11h
Manoel Corrêa: 9h às 11h30
Angelim: 8h às 15h
Nova Califórnia: 8h30 às 11h30 e de 13h às 15h30
Samburá: 14h às 16h
Jacaré: 9h às 11h

Quinta-feira (a partir do dia 15)
Jardim Caiçara: 8h30 às 11h
Boca do Mato: 14h às 16h
Maria Joaquina: 8h às 12h
Florestinha: 10h às 12h e de 14h às 15h
Unamar: 9h às 12h e de 13h às 16h30
Hospital do Jardim: 8h às 12h e de 14h às 16h
Praia do Siqueira: 14h às 16h

Sexta-feira (a partir do dia 16)
Centro de Saúde Oswaldo Cruz: 8h às 13h
São Jacinto: 8h às 12h
Peró: 8h30 às 11h30
Tangará: 9h às 11h e de 14h às 16h

Confira na relação abaixo quem não pode se vacinar contra a febre amarela:

  • Idosos com 60 anos ou mais só poderão se vacinar se tiverem prescrição médica;
  • Gestantes só poderão se vacinar em caso de viagem para área de risco, mas é necessário ter prescrição médica;
  • Mulheres que estejam amamentando não podem se vacinar;
  • Não podem se vacinar portadores de doenças como anemia falciforme, diabetes descontrolado, hipertensos, doenças-autoimune, pacientes HIV positivo, pessoas com doenças hematológicas, lúpus, doença de Addison e artrite reumatoide;
  • Não podem se vacinar pessoas que façam uso de terapias em uso de medicações antimetabólicas ou medicamentos modificadores do curso da doença (Infliximabe, Etanercepte, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacept, Belimumabe, Ustequinumabe, Natalizumabe, Canaquinumabe, Tocilizumabe, Ritoximabe e outros terminados com MOMAB, XIMAB, ZUMAB, ou UMAB), transplantados e pacientes com doença oncológica em quimioterapia;
  • Não podem se vacinar pacientes em uso atual de quimioterapia (venosa ou oral); pacientes com radioterapia em curso; pacientes com outras doenças hematológicas com imunodeficiência (exemplo: aplasia de medula/anemia aplástica); pacientes com doença hematológica em uso de corticoide isoladamente oral ou venoso;
  • Não podem se vacinar crianças (em uso de prednisona, ou equivalente, em posologia maior ou igual a 2mg/kg/dia para crianças até 10 kg por mais de 14 dias), adultos (em uso de prednisona, ou equivalente, em posologia maior ou igual a 20mg/dia por mais de 14 dias). Após a interrupção do corticoide nas doses relatadas acima, aguardar por quatro semanas antes de vacinar.
  • Não podem se vacinar pacientes HIV positivo que apresentem imunodeficiência grave (contagem de LT CD4+ < 200 células/mm³) e a carga viral esteja indetectável (considerar exame realizado a menos de 6 meses).

Fonte: Prefeitura de Cabo Frio

Crédito da foto: Divulgação