Mais de 56 mil toneladas de resíduos já foram retiradas das ruas e encostas de Petrópolis

Máquinas e caminhões do Governo do Estado realizam ações de limpeza em vias e encostas há duas semanas.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Após duas semanas de trabalho ininterrupto em Petrópolis, depois das chuvas que causaram estragos na cidade da Região Serrana, o Governo do Estado já contabiliza 56 mil toneladas de resíduos retirados das ruas e encostas da Cidade Imperial. O número que chama a atenção foi possível graças à força-tarefa montada pelo Governo do Estado desde as primeiras horas do temporal.

Além das limpezas de vias, as equipes e os maquinários coordenados pela Secretaria de Infraestrutura e Obras também auxiliam nas buscas por corpos em vários pontos da cidade. No Rio Quitandinha, por exemplo, os militares atuam com o auxílio de uma retroescavadeira na tentativa de achar desaparecidos no leito do rio. Mesmo com a cidade, aos poucos, voltando à normalidade, o Governo do Estado continuará em Petrópolis nos próximos dias.

Centenas de ruas precisaram de limpezas e cerca de 20 ficaram totalmente destruídas. Vias importantes como a Estrada Mineira, Ruas do Imperador, Dr. Sá, Albino Siqueira, Teresa, Conde D’eu, Alfredo Batista, Duarte Silveira, Paulo Herve, Ceará, Bahia, São Paulo, Pernambuco, João Xavier, Curva do S, Rua Paulino Afonso, Monsenhor Barcellar, Humberto Pereira e Manoel Correia foram desobstruídas ao longo desses dias.

Desde os primeiros dias, cerca de 250 equipamentos, entre máquinas e caminhões, estão atuando na cidade. As equipes do Governo do Estado fizeram plantão no carnaval e a limpeza das vias acelerou: “Desde os primeiros dias estamos com equipes em toda cidade. Fizemos plantões noturnos e também durante todo carnaval, Durante este feriado prolongado, as ruas estavam com menos movimento, o que possibilitou um maior tráfego com nossos caminhões e máquinas, o que acelerou a limpeza das ruas”, disse Max Lemos.

Locais importantes da cidade imperial ficaram intransitáveis por conta da grande quantidade de barro, árvores e lixo nas ruas. Comunidade Vitória, Batailard, Vila Felipe, Coronel Veiga, Curva do S, Centro Histórico, Correias, Castelândia, Morin foram localidades fortemente atingidas e já estão com seus acessos liberados.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.