“Valores, cidadania e bem comum, é isso que o projeto Programa Promotores da Paz (Proppaz) leva para dentro da sala de aula”.  Foi desta forma que a diretora da Escola Municipalizada Hercília Moret, Rosiane Sanches, em Corrêas, pontuou a importância da demonstração do trabalho com cães realizado pela Guarda Civil na manhã desta quarta-feira (23.05).

Cerca de 300 alunos, do 7ª, 8ª e 9ª anos, com idade entre 13 e 17 anos participaram da ação que foi realizada pelo adestrador e coordenador dos cães da Guarda, Leandro Lopes, acompanhado dos agentes e instrutores do Proppaz, Leandro Melo, Marcelo Dias, Coelho, Renato e da Corregedoria da Guarda, Vinicius Silva. Os alunos puderam ver como é a atuação dos animais – um pastor belga e um holandês – na detecção de entorpecentes, armas, e como funcionam as patrulhas, segurança e linha de proteção.

“Tentamos mostrar para os adolescentes como combatemos o uso de drogas, que vem crescendo. Queremos conscientizar os jovens. Com esta demonstração, tentamos atingir várias vertentes, desde o bom tratamento aos animais domésticos, até o trabalho de operações com cães”, disse Leandro.

“É muito importante para os jovens esta proximidade com a Guarda Civil. Os estudantes estão entendendo a relevância do trabalho da corporação, principalmente com o uso de cães”, disse o comandante da Guarda Civil, Jeferson Calomeni.

O professor Bruno Santos, participou da primeira atividade, onde escondeu dentro do veículo da Guarda Civil, um material que simula um entorpecente para que o pastor Belga pudesse encontrar. Em menos de 5 minutos o cão detectou o material.

Em seguida, o adestrador selecionou alguns estudantes para participar da simulação do treinamento. “Trazemos a demonstração da operação com cães sempre ao final do curso. O objetivo é desestimular o uso de drogas na cidade e conscientizar os jovens. Essas crianças são o futuro da nossa cidade”, concluiu o Guarda Civil, Leandro Melo.