O Detran-RJ começa nesta sexta-feira (04.05) as ações de conscientização, em parceria com a Lei Seca, pela campanha Maio Amarelo, para alertar a população sobre o alto índice de mortes e feridos em acidentes e buscar minimizar a imprudência no trânsito do estado do Rio de Janeiro. Durante todo o mês, serão feitas 15 blitzes da Operação Maio Amarelo. Durante a ação, técnicos do Detran vão parar os veículos para conscientizar os motoristas sobre um trânsito mais seguro. A primeira operação será realizada em Copacabana, às 10h, na Avenida Atlântica, na altura da Rua Figueiredo Magalhães.

Os carros serão abordados na cidade, mas desta vez não serão fiscalizados nem multados. A blitz será de conscientização e distribuirá materiais educacionais e também fitas amarelas. Cada operação contará com 12 agentes educativos. A ação contará com o apoio da Lei Seca, que também fará uma abordagem educacional mostrando a importância de não dirigir após o consumo de bebida alcoólica.

A operação Maio Amarelo estará em cinco bairros da cidade do Rio de Janeiro: Copacabana, Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Campo Grande e Tijuca. Além de outras sete cidades: Niterói, Petrópolis, Nova Iguaçu, Nova Friburgo, Duque de Caxias, Maricá e São Gonçalo.

“No último ano, o número de acidente no trânsito caiu, mas o de mortes aumentou. Isso prova que a conscientização não pode parar. O movimento Maio Amarelo é importante, porque levanta o tema da imprudência no trânsito com muita firmeza. Mas ser prudente e dirigir de forma consciente precisam ser ações diárias de todos nós. E cabe ao poder público conscientizar e fiscalizar”, destaca Leonardo Jacob, presidente do Detran-RJ.

Para o coordenador da Operação Lei Seca, tenente-coronel Marco Andrade, estas ações de conscientização têm a finalidade de chamar a atenção da sociedade brasileira sobre os perigos do trânsito, que mata mais de 1,2 milhão de pessoas no mundo e mais de 40 mil brasileiros por ano.

“Este é um grande movimento a favor da vida. As blitzes com o Detran pretendem fazer a população refletir e repensar suas atitudes e comportamento para que possamos juntos, poder público e sociedade, construir um trânsito mais humano e diminuir essas estatísticas tão drásticas” , ressaltou o coordenador.

Em apoio ao movimento Maio Amarelo, o prédio da Detran-RJ, na Avenida Presidente Vargas, e o Palácio Guanabara, sede do governo do estado, em Laranjeiras, ficarão iluminados de amarelo durante todo o mês de maio.

 

Número de acidentes cai, mas de mortes aumenta

Nos últimos anos, o número de acidente está em queda no estado do Rio de Janeiro. Em 2016, foram 26.404 acidentes com vítimas. Em 2017, houve uma queda de 22,2%, com 20.535 acidentes, uma média de 1.711 acidentes por mês. O número total de vítimas também caiu de 38.266 para 31.006, 19%. Também houve queda (20,5%) na quantidade de pessoas feridas: 36.364 para 28.885.

No entanto, o número de mortes no local dos acidentes aumentou 11,5%. Este crescimento comprova que os acidentes estão mais violentos e a imprudência dos motoristas maior. Em 2016, 1.902 pessoas perderam a vida em acidentes de trânsito, enquanto em 2017 foram 2.121 mortes, uma média de 177 por mês.

O local com maior número de acidentes em 2017 foi a Avenida Brasil. Foram 639 acidentes durante todo o ano, um média de 53 por mês. O segundo local com o maior número de colisões foi a Avenida das Américas, com 218 acidentes. Em seguida, aparecerem a Avenida Dom Helder Câmara (151), Avenida Presidente Vargas (130) e Avenida Pastor Martim Luther King (122).

 

São Gonçalo lidera ranking de acidentes na Região Metropolitana, e Campos, no interior

O município de São Gonçalo foi onde ocorreram mais acidentes na Região Metropolitana. Foram 1.221 acidentes em 2017, uma média de 102 acidentes por mês. Em seguida aparecem: Niterói (1.035), Nova Iguaçu (980), Duque de Caxias (888) e São João de Meriti (528)

O levantamento de número de acidentes nas cidades do interior do Estado mostra as 10 cidades com mais colisões. A campeã foi a cidade de Campos dos Goytacazes, com 478 acidentes, uma média de 40 por mês. Em seguida aparecem: Petrópolis (307), Macaé (223), Teresópolis (221), Araruama (219), Nova Friburgo (214), Rio das Ostras (201), Cabo Frio (195), Saquarema (157) e Volta Redonda (148).

 

Maio Amarelo – Nós somos o trânsito

O movimento Maio Amarelo tem o objetivo de chamar a sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo, e é realizado há cinco anos em 27 países dos cinco continentes. Diversas ações coordenadas entre o poder público e sociedade civil acontecem em todo o país e colocam em pauta o tema da segurança no trânsito.

Este ano o tema da campanha é “Nós somos o trânsito”. A meta é mostrar que o trânsito é muito mais do que veículos, barulho e congestionamento. O trânsito é feito de pessoas. E são essas pessoas que cometem imprudências e que também são as vítimas dos acidentes.

 

OPERAÇÃO MAIO AMARELO

1 – Copacabana – 04 de maio – Avenida Atlântica altura da Figueiredo Magalhães

2 – Barra da Tijuca – 07 de maio

3 – Niterói – 09 de maio

4 – Jacarepaguá – 10 de maio

5 – Petrópolis – 11 de maio

6 – Campo Grande – 15 de maio

7 – Barra da Tijuca – 16 de maio

8 – Nova Iguaçu – 17 de maio

9 – Nova Friburgo – 18 de maio

10 – Duque de Caxias – 21 de maio

11 – Maricá – 22 de maio

12 – São Gonçalo – 23 de maio

13 – Barra da Tijuca – 25 de maio

14 – Jacarepaguá – 28 de maio

15 – Tijuca – 29 de maio

Fonte: GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Crédito da foto: Sebastião Gomes/Detran-RJ (ação)