Depois de uma campanha impecável das duas equipes, a final só poderia render muito equilíbrio e assim foi. Em quadra, dois times que se conhecem muito bem, disputaram um jogo de chances para os dois lados.

O Magnus Futsal contou com a experiência de seu elenco para levar o título pra casa. No gol que abriu o placar, por exemplo, Rodrigo fez grande jogada individual e tocou para Leandro Lino, livre para estufar as redes do goleiro Gian Wolverine.

O placar da decisão brasileira ficou em 2 a 0 para o time de São Paulo, que ergueu o troféu em Bangkok, na Tailândia. O Magnus ocupa a segunda posição entre os brasileiros que mais conquistaram a Copa Intercontinental, atrás apenas da própria ACBF.

Por: Gabriel Malheiros

Crédito fotográfico: Intercontinental Cup

Fonte: CBFS - Confederação Brasileira de Futebol de Salão