Fundamental para o planejamento das ações do município, como a instalação de escolas, unidades de saúde e equipamentos urbanos, além de políticas para o desenvolvimento em cada região da cidade, a proposta de formalização da delimitação de bairros no município foi apresentada pela Coordenadoria de Planejamento e Gestão Estratégica a agentes regionais e representantes do legislativo. A divisão do território em bairros – que será feita pela primeira vez em Petrópolis – vem sendo tratada dentro do processo de revisão da Lei de Uso Parcelamento e Ocupação de Solo (LUPOS) e será alvo de uma consulta pública, recebendo propostas da população via internet. O assunto foi discutido em reunião na Casa dos Conselhos, nesta quarta-feira (29.08).

“A Coordenadoria de Planejamento e Gestão Estratégica vem produzindo as informações com os mapas de delimitação que será disponibilizado para consulta pública que vamos iniciar em setembro. É um trabalho que vem sendo preparado nos últimos meses por meio de consultas e vistorias realizadas pelo Núcleo de Gestão de Dados Georreferenciados e pelo Departamento de Planejamento Urbano”, pontua o coordenador de Planejamento e Gestão Estratégica, Roberto Rizzo.

O trabalho da Coordenadoria segue orientações formuladas pelo IBGE e tem como base uma metodologia que utiliza marcos naturais, eixos viários e bacias hidrográficas. Com a divisão em bairros o município disporá da divisão política administrativa pela primeira vez em território urbano. “Isso é fundamental para o planejamento urbano do município, pois será possível identificar séries históricas de indicadores regionalizado, por exemplo”, aponta.

Hoje, Petrópolis é oficialmente dividida em cinco distritos – 1º distrito – Petrópolis (sub-divididos nos quarteirões do plano Koeler); 2º distrito – Cascatinha; 3º distrito – Itaipava; 4º distrito – Pedro do Rio e 5º distrito – Posse.

“A intenção é que se tenha esta divisão administrativa de bairros, levando em conta também como os moradores de cada local se identificam. Isso será possível com a consulta pública”, explica Rizzo.

A consulta pública terá início em setembro, e estará disponível na página da prefeitura. Pela internet, a população terá acesso a um mapa com as delimitações de todos os bairros. Após a consulta o morador poderá opinar sobre a localização, deixar sugestões e apresentar também seus questionamentos. Os dados cadastrados serão analisados posteriormente e contribuirão para o processo de revisão da LUPOS

“Este é um trabalho que será fundamental para um melhorar conhecimento do município e para a melhoria das políticas públicas desempenhadas em todo território, propiciando melhor assertividade do gasto público e potencializando a capacidade de captar recursos com os entes federativos para os investimentos que a população precisa”, afirma.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis