Lula não pode ser preso por causa de liminar

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Durante todo o dia, nesta quinta-feira (22), o Plenário discutiu preliminarmente a validade do habeas corpus. A discussão foi interrompida para a realização de uma votação solicitando o adiamento da sessão. O adiamento foi aprovado para o próximo dia 4 de abril. 7 integrantes votaram a favor e 4 contra o adiamento da discussão.

Até o final desta discussão, a maioria havia votado por conceder liminar que impede prisão de Lula antes do fim do julgamento. Sendo assim, o ex-presidente Lula não poderá ser preso até o dia 4 de abril, quando será retomada a discussão da validade do habeas corpus.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

1 comentário
  1. Derlisouza barbosa Diz

    Deus seja louvado uma pessoa bondoza nao vai pagar pelo q nao fez ele ajudou muitas familia e deus vai pernitir q continue

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.