Leitos de UTI no HAC serão entregues esta semana

Os novos leitos passam a integrar o atendimento aos pacientes “não Covid-19”, ou seja, as demais demandas de internação da população.

A prefeitura de Petrópolis anunciou nesta terça-feira (6.10) que até sexta-feira (08.10), o município passará a contar com 09 (nove) novos leitos de UTI, que se somarão aos 62 já existente na cidade – um aumento de 14,51% na capacidade atual do município. Serão 71 ao todo. Os novos leitos passam a integrar o atendimento aos pacientes “não Covid-19”, ou seja, as demais demandas de internação da população. O último acerto a ser definido para que os leitos sejam integrados ao sistema municipal de saúde é definição da equipe de profissionais que irão atuar nas novas UTIs. Equipe formada por um médico, um enfermeiro e dois técnicos para cada leito, além de um fisioterapeuta plantonista.

Uma vistoria, realizada nesta terça-feira, contou com a presença do atual prefeito Bernardo Rossi, o chefe de gabinete Renan Campos, bem como o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esporte – IMCE Rodrigo Bueno, a secretaria de Saúde Fabíola Heck e o diretor geral das Unidades de Pronto Atendimento – UPA José Victor Caldeira. Eles estiveram no Hospital Alcides Carneiro – HAC para vistoriar os novos leitos de Unidade Intensiva de Tratamento – UTI, que serão entregues à população ainda nesta semana. Também vistoriaram o andamento das obras do novo Banco de Leite da nova Unidade Pós-Cirúrgica – UPC.

Além dos leitos de UTI, também estão em fase de conclusão a nova UPC do HAC, que atende os pacientes que se recuperam de cirurgias. A UPC funciona como uma etapa de transição que antecede a transferência para os leitos clínicos, bem como a transferência para outro hospital. Hoje, são sete leitos. Após a reforma serão dez. Aumento de 30%. A previsão é de que a unidade seja concluída até o fim do ano. Já o banco de leite deve ser entregue no próximo mês. Desde de 2008 o HAC não contava com a estrutura, que vai dar suporte à maternidade de alto risco da UTI Neonatal, bem como ser integrada à Rede Cegonha, fornecendo leite materno a mães de toda a cidade que não podem amamentar.

Também participaram da vistoria o diretor da Faculdade de Medicina de Petrópolis – FMP, Afonso Chaves, e o Coordenador Médico das UTIs do HAC, Luis Eduardo Fontes.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Petrópolis recebe vacinas CoronaVac e Oxford/Astrazeneca do Governo Estadual

As doses de CoronaVac são destinadas à aplicação da segunda dose do esquema vacinal pendente. O lote de Oxford/AstraZeneca também deve ser usado exclusivamente para segundas doses, mas direcionadas ao grupo de pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente e outras pendências de segundas doses para essa vacina.