Foto: Pixabay

Lei de Incentivo ao Esporte: 37 pessoas fizeram cadastro em busca de apoio em Petrópolis

O prazo limite para o cadastro foi prorrogado de 15 de agosto para 30 de setembro.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O primeiro edital da Lei de Incentivo ao Esporte municipal começa a apresentar resultados positivos: 37 pessoas realizaram o cadastro no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br). Destes, oito terão a documentação analisada nos próximos dias por uma comissão da secretaria de Esportes, Promoção da Saúde, Juventude, Idoso e Lazer (SEPJIL). Caso sejam aprovados, os proponentes poderão registrar seus projetos para a captação de recursos. O restante ainda precisa apresentar as certidões necessárias para dar continuidade no processo. Os interessados ainda podem se inscrever, já que o prazo limite para o cadastro foi prorrogado de 15 de agosto para 30 de setembro.

As propostas inscritas até o momento abrangem diversas modalidades, como o mountain bike, natação, artes marciais, crossfit, corrida de aventura e o futebol. Para estar apto, será necessário que os projetos atendam desportos: educacionais (como as escolinhas); de participação (as atividades praticadas livremente); de rendimento (que são as competições esportivas); e de formação (ou seja, a iniciação de atletas para o mundo esportivo). É vedada a utilização dos recursos para o pagamento de remuneração de atletas profissionais, em qualquer modalidade esportiva.

A lei, que é resultado de uma indicação legislativa do prefeito interino Hingo Hammes em sua atuação como vereador, abre caminho para a manutenção e criação de projetos comunitários, especialmente em áreas de maior vulnerabilidade social, que contribuam para a formação e o desenvolvimento de crianças e adolescentes e para melhoria da qualidade. Pessoas físicas e jurídicas podem direcionar até 50% do valor do IPTU e 30% do ISSQN para o custeio dessas atividades.

“Os impostos já são pagos por empresas privadas e pessoas físicas. O que vai acontecer é um direcionamento para os projetos esportivos. É mais uma forma de fomentar a prática esportiva dentro do nosso município”, explica o prefeito interino Hingo Hammes. “Aquelas pessoas e empresas que já financiam projetos vão encontrar ainda mais facilidade. A lei garante a manutenção de vários projetos e estimula a criação de outros, novos, de diversas modalidades”, conclui Hammes.

Segundo o secretário da SEPJIL, Leandro Kronemberger, duas empresas já procuraram a pasta interessadas em apoiar algum projeto que seja aprovado. “É muito interessante para o empresário ligar a marca dele ao esporte e a promoção de saúde. É uma maneira de agregar valor. A lei neste sentido é muito bacana”, disse Berg.

Em caso de dúvida no momento da inscrição, o proponente deve procurar a equipe da Secretaria de Esportes, Promoção da Saúde, Juventude, Idoso e Lazer (SEPJIL), que fica na Praça Visconde de Mauá, no Centro, de 9h às 17h.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.