Em meio a um cenário encantador – o paraíso das guloseimas, com doces natalinos cenográficos gigantes, o prefeito Bernardo Rossi lançou, na noite de quinta-feira (29.11), o Natal Imperial em Petrópolis, no Palácio de Cristal. Durante a festa, que começa nesta sexta (30.11) e vai até 20 de janeiro, o atrativo escolhido para dar este ponta pé inicial se transforma no Doce Natal, com gastronomia e uma decoração temática especial, além de receber parte da programação. Neste ano, serão mais de mil horas de atrações em toda cidade, com grandes shows, concertos, teatro, recreação infantil e, claro, árvores e prédios iluminados com mais de 6 milhões de micro lâmpadas.

“O Natal está maravilhoso. Expandimos a festa e ela vai estar ainda mais bonita do que vimos no ano passado. Além de tudo que o evento vai trazer para a economia, com milhares de turistas vindo conhecer esse cenário mágico, estamos dando destaque para a verdadeira celebração do Natal, que é o nascimento de Jesus, a fé, o amor, a união entre as famílias. Estamos muito felizes com tudo o que já conquistamos com esse Natal Imperial”, destaca o prefeito, Bernardo Rossi.

A solenidade de lançamento contou com uma apresentação do projeto Serenata Imperial, com canções natalinas, e ainda do Duo Alberto Magno e João Vicente, e teve a presença de secretários municipais, vereadores, patrocinadores do Natal Imperial, empresários, representantes religiosos, entre outros. O público pôde ver, em primeira mão, uma mostra de como vai ficar a cidade a partir desta sexta-feira, com o acender da iluminação do Palácio de Cristal. Jardins e o contorno do atrativo ganharam destaque.

Dentro da programação da festa estão grandes shows – alguns realizados em parceria com o Sesc -, como Roberta Miranda, Preta Gil, UM44K, BFF Girls, Roberta Sá, Lenine, Diogo Nogueira, Alceu Valença, entre outros. Nesta sexta-feira (30.11), a abertura da festa será com uma apresentação do padre Fábio de Melo, gratuita, às 20h, na Praça da Liberdade, logo após o acender de toda a iluminação no Centro Histórico.

“A partir desta sexta-feira serão mais de 1.200 artistas em espetáculos pela cidade. Somos privilegiados em Petrópolis pelo governo municipal entender o quanto a cultura pode trazer de desenvolvimento para o município e muito me orgulha possibilitar que isso aconteça”, frisa o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), Leonardo Randolfo.

Este ano, o evento vai contar com 52 dias festa, o que deverá, principalmente, movimentar a economia da cidade. A expectativa é de que, com a expansão do evento, os números aumentem em relação a 2017, quando mais de 330 mil pessoas passaram pelos espaços do Natal Imperial, gerando R$ 220 milhões para a economia. O secretário da Turispetro, Marcelo Valente, explica que o planejamento do Natal Imperial já vem de meses e que um dos principais objetivos é atrair cada vez mais visitantes.

“Esse é um grande sonho que conseguimos tornar realidade. É o nosso segundo Natal Imperial e temos certeza de que será ainda melhor do que o primeiro. Temos novidades nessa edição, como a divulgação de outras festas importantes do município dentro do próprio Natal Imperial, como as barracas de alimentação que representam os imigrantes que ajudaram a construir a cidade e hoje tem festas em sua homenagem, como a Bauernfest, o Bunka-Sai e a Serra Serata”, lembra.

Além do Doce Natal, entre os principais palcos da festa estão a Praça da Liberdade, transformada em Vila Imperial; a Rua do Imperador, que vai receber as Paradas Iluminadas; e a Rua a16 de Março, que terá o Túnel de Luz. Toda programação da festa está disponível no site: https://www.natalimperialpetropolis.com.br/

Fonte: IMCE